Início do Conteúdo

 Atualizada no dia 01.02.2019, às 10:47 A Pró-Reitoria de Cultura da Universidade Federal do Cariri (Procult/UFCA) vai ofertar quatro disciplinas livres no semestre 2019.1. As disciplinas "História do Brasil Contemporâneo: Nova República (1985-2016)"; "Direitos Humanos; Educação, Cultura, História Africana e Afro-Brasileira" e "Tópicos Especiais em Cidades" serão todas ministradas no campus Juazeiro do Norte da UFCA. Com exceção de “História do Brasil Contemporâneo”, as disciplinas citadas vão permitir matrícula do público externo. As inscrições começam nesta quinta-feira (31) e seguem até o próximo dia 4 de fevereiro. Estudantes da UFCA devem solicitar matrícula pelo Sistema de Integração de Gestão de Atividades Acadêmicas (Sigaa/UFCA). Já a comunidade externa deve se inscrever por formulário eletrônico.  Além da inscrição pela internet, as(os) interessadas(os) deverão também confirmar a solicitação de matrícula presencialmente, de 14 a 18 de fevereiro, na sala da Procult/UFCA (204, Bloco I), em horário comercial. Os participantes externos vão receber certificado, emitido pela Pró-Reitoria, reconhecendo presença em “Curso de Cultura”. Abaixo, detalhes das disciplinas oferecidas:   História do Brasil Contemporâneo: Nova República (1985-2016) 40 vagas (apenas para o público interno da UFCA) Carga horária: 64 horas Aulas: às quartas-feiras, das 14 às 18h, Professora: Amanda Teixeira da Silva   Direitos Humanos 30 vagas para estudantes da UFCA e outras 10 vagas para o público externo Carga horária: 32 horas Aulas: às segundas-feiras, das 14 às 18h Professor: João Adolfo Ribeiro Bandeira   Educação, Cultura, História Africana e Afro-Brasileira 25 vagas voltadas para alunos da UFCA e 10 outras vagas para o público externo Carga horária: 64 horas Aulas: às terças-feiras, das 14 às 18h Professor: Reginaldo Ferreira Domingos   Tópicos Especiais em Cidades Carga horária: 64 horas          Aulas: às quartas-feiras, das 14 às 18h          Professores: Ricardo Rigaud Salmito, Raniere Moreira, Ary Ferreira da Silva   Serviço Pró-Reitoria de Cultura (Procult/UFCA) Sala 204, Bloco I – campus Juazeiro do Norte (88) 3221-9245 \n O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.  
    O período de Autoavaliação Institucional Discente na UFCA referente ao semestre 2018.2 está aberto até próximo o dia 04 de Fevereiro de 2019.   Neste ciclo o processo avaliativo será mais amplo, além da Autoavaliação em relação ao aprendizado e da Avaliação dos processos de formação através do ensino, o discentes da UFCA responderão perguntas sobre as condições de funcionamento do curso, tais como infraestrutura, atuação da coordenação, projeto pedagógico, oportunidades oferecidas pela universidade, habilidades e competências adquiridas no curso e interesse em relação ao mesmo. O espaço da avaliação também poderá ser utilizado para tecer comentários adicionais gerais e/ou específicos por disciplina.   Está sendo realizada ainda a atualização das informações sobre o perfil socioeconômico da comunidade discente, os primeiros itens do questionário são voltados a este objetivo. A participação discente de forma consciente e propositiva é fundamental, pois torna o diagnóstico dos cursos mais fidedigno, auxiliando no delineamento de políticas de melhorias na graduação.   A partir do resultado das últimas avaliações foram elaborados planos de melhoria relativos a todos os cursos de graduação da UFCA, com a sistematização de um quadro de ações de melhorias, os respectivos setores responsáveis e os prazos para a sua execução. Algumas destas melhorias já foram implementadas ou estão em andamento e isso se deve em grande medida à participação e às sugestões enviadas nas autoavaliações institucionais.   Os relatórios anuais de Avaliação Institucional, onde estão detalhados os processos e apresentados os resultados estão disponíveis e podem ser consultados na página da Avaliação Institucional na UFCA. Para participar, basta acessar o SIGAA com seu login e senha e seguir estes passos: Menu Discente > Ensino > Avaliação Institucional > Participar da Avaliação.    Serviço Comissão Própria de Avaliação (CPA/UFCA) - 
No período de 27/11/2018 a 08/01/2019 a Pró-Reitoria de Extensão (Proex) da Universidade Federal do Cariri (UFCA) recebeu 85 submissões de propostas ao Edital 05/2018/PROEX, que trata da concessão de bolsas de extensão a projetos para o ano de 2019 e programas para 2019 e 2020.  Das propostas consideradas aptas, 61 eram referentes a projetos e 22 a programas de extensão. As propostas aprovadas nesta fase ainda seguem para as avaliações de mérito (2ª fase). Os projetos concorrerão a 60 bolsas com vigência de abril a dezembro de 2019, enquanto os programas concorrerão a 38 bolsas com vigência de abril de 2019 a dezembro de 2020. Os proponentes devem verificar o documento com detalhamento da sua avaliação na 1ª fase. As ações que foram "aprovadas com ressalvas" deverão realizar os ajustes necessários no formulário de cadastro e/ou plano de trabalho dos bolsistas dentro do mesmo prazo e encaminharem através da plataforma de cadastro de ações acadêmicas. As propostas estão dispostas em ordem alfabética, pois nesta fase ainda não há classificação. A Proex destaca que prazo para interposição de recursos será de 31 de janeiro a 01 de fevereiro de 2019, conforme orientações do edital. Acesse o resultado.   
  Atualizada no dia 30.01.2019, às 14:16    No último dia 22 de janeiro, a Universidade Federal do Cariri (UFCA) promoveu colação de grau especial para que doze estudantes antecipassem a aquisição dos seus respectivos diplomas. A colação de grau especial ocorre quando a(o) formanda(o) necessita colar grau antecipadamente, sem a cerimônia formal, por motivos específicos, como aprovação em cursos de pós-graduação, aprovação em concurso público ou contratação em empresas. Dos doze participantes, onze foram aprovados em programas de Mestrado de diferentes universidades do país e outro precisou antecipar a conclusão do curso para participar de uma seleção para professor do Instituto Federal do Sertão Pernambucano (IF Sertão-PE).   Antes da última colação especial, o recém-formado engenheiro de materiais pela UFCA Raí Felipe Pereira Junior teve a conclusão do seu curso oficializada em colação especial no dia 13 de dezembro do ano passado. Com o diploma, Raí vai ingressar no Mestrado em Ciências dos Materiais no Instituto Militar de Engenharia (IME), no Rio de Janeiro.    Ja na colação especial do último dia 22, concluíram seus cursos quatro estudantes de Agronomia, dois de Engenharia de Materiais, cinco de Engenharia Civil e um de Jornalismo.    De acordo com o Vice-Reitor da UFCA e também titular da Pró-Reitoria de Pesquisa, Pós-Graduação e Inovação (PRPI/UFCA), Juscelino Pereira, apesar de não ter o mesmo charme da colação de grau convencional, a colação de grau especial sinaliza que os graduandos participantes tiveram destaque nas suas formações: "na maioria das vezes, o mercado de trabalho ou a entrada em programas de pós-graduação são os fatores que aceleram o processo de obtenção do diploma do estudante. A UFCA tem um histórico substancial na formação de profissionais qualificados que ingressam nos melhores programas de pós-graduação do país", relata.   Engenharias Na colação especial de 22 de janeiro, a egressa da UFCA Vanessa Ermes Santos concluiu sua formação em Engenharia de Materiais e também vai cursar Mestrado em Ciências dos Materiais no IME, ao lado de Raí Felipe. Outra engenheira de materiais formada na ocasião, Maria Nicheilly Pontes Araújo cursará Mestrado na mesma área que Raí e Vanessa, na Universidade Federal de Pernambuco (UFPE).    Já Mateus Nogueira Silva, agora formado em Engenharia Civil, vai ingressar no Mestrado de Engenharia de Transportes da Universidade Federal do Ceará (UFC).  Outros dois recém-formados engenheiros civis na UFCA também vão cursar Mestrado na UFC: Levi de Brito Ximenes, na área de Saneamento Ambiental, e Vicente de Sousa Lima Neto, na área de Recursos Hídricos. Paloma Morais, egressa do mesmo curso, foi aceita no Mestrado da Escola de Engenharia da Universidade de São Paulo (USP), em São Carlos.   Entre os novos engenheiros civis que colaram grau em 22 de janeiro, Thiago Luiz foi o único que participou da colação especial para participar de uma seleção de professores. O jovem pretende ser professor do IF Sertão-PE, campus Ouricuri, do curso técnico em Edificações.   Agronomia Formado pelo curso de Agronomia da UFCA na última colação de grau especial, Antonio Alves Pinto conquistou vaga no Mestrado de Ciências do Solo, da Universidade Estadual Paulista (Unesp). Jadson Araujo da Silva e José Ailton Cruz Macêdo, também novos agrônomos pela UFCA, anteciparam o fim das formações para participar do Mestrado em Fitopatologia na Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE). Marcelo Moura Chaves, também reconhecido agrônomo na última colação especial, foi aprovado para o Mestrado em Genética e Melhoramento de Plantas da Universidade Estadual do Norte Fluminense (UENF).   Jornalismo Único da lista que se dedica às Ciências Humanas, o jornalista Francisco Robson Pereira Roque foi aprovado no Mestrado Profissional em Jornalismo oferecido pela Universidade Federal da Paraíba (UFPB) e também precisou colar grau antecipadamente.   De acordo com o Vice-Reitor Juscelino, a aprovação de egressos da UFCA em programas de Mestrado oferecidos por instituições renomadas é parte do objetivo estratégico da universidade de formar profissionais protagonistas em suas áreas: "Formar pessoas capazes de participar de ações transformadoras da sociedade é um dos principais retornos que a UFCA quer oferecer para a população. Sempre que vejo uma gama de estudantes em colação de grau especial, por motivos nobres como os aqui elencados, percebo que temos cumprido este objetivo", acredita.   Serviço Pró-Reitoria de Pesquisa, Pós-Graduação e Inovação Sala 302, Bloco I - campus Juazeiro do Norte (88) 3221.9327 \n O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.
  A Secretaria de Cooperação Internacional (SCI) da Universidade Federal do Cariri, através do Edital SCI 02/2019 , está com as inscrições abertas até o dia 10 de fevereiro, para estudantes estrangeiros interessados em concorrer a Bolsa Mérito do Ministério das Relações Exteriores. Para concorrer a bolsa, os estudantes estrangeiros do Programa Estudante Convênio Graduação (PEC-G) devem demonstrar desempenho acadêmico excepcional, estar regularmente matriculados na UFCA, ter concluído pelo menos o primeiro e segundo semestre do curso no qual está matriculado, não apresentar reprovações, não ser beneficiário de outros programas ou auxílios financeiros, manter o visto de estudante (VITEM-IV) e o registro nacional de estrangeiro (RNE) atualizados, e estar com cadastro atualizado na SCI. O valor de benefício é de R$ 622,00, durante o período de seis meses, de fevereiro a julho. As inscrições são realizados por meio da plataforma Forms da UFCA.   O resultado final da seleção será publicado no dia 14 de fevereiro.     Serviço Secretaria de Cooperação Internacional (SCI) Sala i402 Bloco i Campus Juazeiro do Norte Universidade Federal do Cariri (UFCA) Telefone: +55 88 3221-9455 http://internacional.ufca.edu.br
A Secretaria de Acessibilidade da Universidade Federal do Cariri (Seace/UFCA) traduziu - da Língua Portuguesa para a Língua Brasileira de Sinais (Libras) - o edital 2019.1 do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) na UFCA. Com isso, a comunidade surda - que tem o português como segunda língua - poderá compreender todas as  informações pertinentes ao ingresso de novos estudantes na UFCA descritas no edital. De acordo com a intérprete de Libras da Seace/UFCA, Rute Leandro, a tradução do edital do Sisu em Libras segue a Lei Brasileira de Inclusão: "essa lei determina que instituições de ensino superior e de educação profissional e tecnológica, públicas ou privadas, traduzam completamente o edital de processos seletivos para ingresso e permanência nos cursos oferecidos, inclusive retificações", explica. Além de Rute, participaram da tradução o professor do curso de Licenciatura em Letras-Libras da UFCA, Roger Prestes, e os intérpretes de Libras da universidade Francisco Andrade e Ana Maria Fernandes. Assista à tradução no vídeo abaixo:       Curso de Letras-Libras A disponibilidade do edital do Sisu 2019.1 em Libras é especialmente importante dada a oferta inédita, na UFCA, da Licenciatura em Letras-Libras, que é um dos novos cursos lançados pela instituição este ano. No caso específico do curso de Letras-Libras, voltado para a formação de professores de Libras, a UFCA optou por aumentar em 20% as notas no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) obtidas por estudantes surdos que desejem ingressar na formação por ampla concorrência: "o público prioritário desse curso são as pessoas surdas. Então, é importante que elas compreendam, na sua primeira língua, como será o processo de ingresso", afirma Rute. As notas do Enem são usadas pelo Sisu para selecionar estudantes para as instituições de ensino superior que aderiram à seleção, em substituição aos antigos vestibulares.   Além da Licenciatura, a UFCA também oferta, a partir de 2019, uma Especialização em Tradução e Interpretação de Libras. O resultado da seleção do curso tem divulgação prevista para 15 de fevereiro e as aulas devem começar em 15 de março.   Serviço Pró-Reitoria de Graduação (Prograd/UFCA) Coordenadoria de Controle Acadêmico Sala 205, Bloco I - campus Juazeiro do Norte (88) 3221.9267   Licenciatura em Letras-Libras - UFCA Sala 51, Bloco C, Piso Inferior - campus Juazeiro do Norte (88) 3521-9531 \n O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.  
A Universidade Federal do Cariri (UFCA) registrou aumento no indicador de qualidade que avalia as Instituições de Ensino Superior (IES) brasileiras. Todos os anos, o Índice Geral de Cursos (IGC) é calculado pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), vinculado ao Ministério da Educação (MEC), que leva em conta outras médias avaliativas, como o Conceito Preliminar de Curso (CPC), o número de matrículas nos cursos de graduação no ano de referência, os conceitos dos cursos de Mestrado e Doutorado (calculados pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - Capes) e seus respectivos números de matriculados.   O IGC varia de 0 a 5; com cinco faixas de classificação para as instituições, a depender da nota que elas alcançam. A faixa 1 reúne as instituições com IGC mais baixos e a faixa 5, as de IGC mais altos. A UFCA aumentou seu IGC contínuo de 2,5866 em 2016 para 2,9207 em 2017, mantendo-se na faixa 3: "O valor limite de mudança de faixa 3 para 4 é 2,945. Então, por pouco, a UFCA não mudou de faixa", afirma o titular da Coordenadoria de Dados Acadêmicos da Pró-Reitoria de Graduação (CGDA-Prograd/UFCA), Demétrius Cartaxo.    Instituições de Ensino Superior com notas baixas no IGC podem sofrer sanções como não poderem construir novos campi ou não poderem abrir novos cursos nem aumentar o número de vagas para ingressantes: "dependendo do resultado do ICG, a instituição de ensino superior é visitada por especialistas do MEC para verificar o que precisa ser melhorado nos serviços oferecidos. O MEC e a IES firmam então um protocolo de compromisso para efetuar essas mudanças. Se não forem feitas, os cursos da instituição de ensino podem até ser extintos", explica Demétrius.     Efeito cascata Segundo o coordenador da CGDA/UFCA, o ICG é o fim de um longo processo avaliativo, que começa com o Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes (Enade): "com a média do Enade, o Inep calcula o Indicador de Diferença entre os Desempenhos Observado e Esperado (IDD). O IDD compara o desempenho do universitário concluinte no Enade com o seu desempenho estudantil anterior à graduação, usando a média obtida por ele no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). O IDD subsidia então o já citado CPC, que considera, além do desempenho dos estudantes, insumos referentes às condições de oferta, como corpo docente, infraestrutura e recursos didático-pedagógicos. Só aí, é calculado o IGC, que também engloba dados dos cursos de pós-graduação da instituição avaliada", disse.     Plano de Desenvolvimento Institucional O Plano de Desenvolvimento Institucional da UFCA 2020 reune as necessidades, demandas, intenções, objetivos, diretrizes e as ações da instituição, até aquele ano. Um dos objetivos estratégicos para a gestão universitária, presente no documento, é o OE-4: "Alinhar, consolidar e criar cursos em consonância com a estratégia". De acordo com Demétrius, esse objetivo é baseado nos IGCs alcançados pela UFCA a cada ano: "Para atingi-lo, é preciso que a própria UFCA avalie como pode incrementar o IGC, considerando os parâmetros utilizados pelo Inep para o cálculo", explica. No Portal da UFCA, na guia UFCA em Números, há as notas no IGC alcançadas a cada ano, no botão "Resultados de Avaliações Externas". Desde 2014,  a UFCA atingiu índices 2,56 (2014), 2,55 (2015) e 2,59 (2016). A nota recentemente divulgada, de 2,9207, refere-se ao exercício de 2017, tendo sido calculada durante o ano de 2018.   Serviço Coordenadoria de Dados Acadêmicos (CGDA-Prograd/UFCA) Sala 205, Bloco I - campus Juazeiro do Norte (88) 3221.9267 \n O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.
A Pró-Reitoria de Graduação (PROGRAD) da Universidade Federal do Cariri (UFCA) divulgou, nesta sexta (25), o resultado final das candidaturas  para implementação ou renovação de Projetos de Monitoria do Programa de Iniciação à Docência (PID) do ano de 2019, nas modalidades de monitoria remunerada e monitoria voluntária.   A análise das propostas de projetos terá início no próximo dia 28/01 e vai até o dia 27/02. A divulgação do resultado parcial será no dia 28/02. Os formulários e demais informações estão disponíveis do site da UFCA na plataforma de ações acadêmicas, na aba ensino.    Para maiores esclarecimentos entrar em contato com a Coordenadoria para o Fortalecimento da Qualidade do Ensino (CFOR/PROGRAD) pelo e-mail 
Egresso do curso de Design da Universidade Federal do Cariri (UFCA), Rafael Alves Monteiro foi um dos três vencedores no primeiro Prêmio de Design Instituto Tomie Ohtake Leroy Merlin. A premiação privilegia a relação do Design com outros territórios, como Arquitetura, Biologia, Engenharia e Ciências Sociais. Em vez de categorias, o prêmio propõe temas, sendo "Compartilhar" o mote desta primeira edição. Voltado a estudantes universitários brasileiros de todas as áreas, o prêmio será anual e, a cada edição, vai propor um tema desafiador para instigar soluções inovadoras para questões contemporâneas. O projeto do designer juazeirense foi um dos 20 selecionados entre 127 inscritos, de 16 estados brasileiros e do Distrito Federal. Os 20 projetos finalistas receberam R$ 5.000,00 para execução de um protótipo e ganharam o direito a expor seu produto no Instituto Tomie Ohtake, integrando um catálogo impresso sobre o Prêmio. Os três vencedores - anunciados na abertura da exposição, no último dia 23 - foram contemplados com bolsas de estudo em cursos de Design no exterior. A exposição ficará em cartaz até o dia 10 de março, na sede do Instituto Tomie Ohtake, em São Paulo. Além de troféu, Rafael ganhou uma viagem e um curso internacional de Design no Istituto Europeo di Design (IED) em Barcelona, na Espanha, e espera que sua conquista possa inspirar a todos: "Esse prêmio representa muito e não só para mim, mas para todos os futuros profissionais do Cariri que buscam inspiração em profissionais da região. É uma felicidade enorme poder representar o Nordeste em uma competição tão acirrada, com um projeto que preza pela sustentabilidade e pelas nossas raízes históricas", conclui. Rafael garantiu participação na exposição com o trabalho "Amana - Umidificador de Ar", trabalho desenvolvido e apresentado como seu projeto de conclusão de curso na UFCA em 2016.   De funcionamento simples, o Amana é feito de barro e dividido em duas partes, utilizando como fonte de energia uma ventoinha de computador usada que provavelmente seria descartada ao lixo: "a ideia surgiu da necessidade de desenvolver um produto que viesse na contramão da escala industrial, indo no rumo do fazer manual, do cuidado com o meio ambiente e as raízes históricas dos índios Kariris", conta Rafael. O designer explicou ainda que, com o uso de uma fonte de energia de 12v, a água é resfriada naturalmente com a microporosidade do barro, que, fazendo uso da gravidade, goteja na parte inferior do artefato, sendo expelida pela ventoinha, resfriando e umedecendo pequenos ambientes domésticos com baixíssimo consumo de energia elétrica. Serviço Exposição - Prêmio de Design Instituto Tomie Ohtake Leroy Merlin Av. Brigadeiro Faria Lima, 201, Pinheiros, São Paulo – SP Visitação: até 10 de março de 2019 Funcionamento: terça-feira a domingo, das 11h às 20h Telefone: (11) 2245.1900  
A Pró-reitoria de Graduação (Prograd) da Universidade Federal do Cariri (UFCA), em conformidade com Portaria GAB Nº 45 de 12 de março de 2018 e o Edital Capes nº 06/2018, que disciplinam o Programa de Residência Pedagógica, torna público o edital PROGRAD 02/2019, para seleção de residentes.   A Residência Pedagógica é uma proposta do Governo Federal implementada pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES). O programa é desenvolvido por Instituições de Ensino Superior (IES), por meio de seus cursos de licenciatura, em parceria com escolas de educação básica da rede pública de ensino.   Serão ofertadas, através deste edital, 09 vagas para residentes, sendo 5 para o curso de Música e 4 para o curso de Filosofia.   As inscrições ocorrem de 24 a 31 de janeiro de 2019, através da Plataforma Forms.    Acesse aqui o edital e a ficha de inscrição.        
«IniciarAnt12345678910PróxFim»
Pagina 2 de 259