Início do Conteúdo

Projeto de TCC apresentado na UFCA recebe prêmio de Design do Instituto Tomie Ohtake

Sexta, 25 Janeiro 2019 13:31
AMANA AMANA Foto: Rafael Alves

Egresso do curso de Design da Universidade Federal do Cariri (UFCA), Rafael Alves Monteiro foi um dos três vencedores no primeiro Prêmio de Design Instituto Tomie Ohtake Leroy Merlin. A premiação privilegia a relação do Design com outros territórios, como Arquitetura, Biologia, Engenharia e Ciências Sociais. Em vez de categorias, o prêmio propõe temas, sendo "Compartilhar" o mote desta primeira edição.

Voltado a estudantes universitários brasileiros de todas as áreas, o prêmio será anual e, a cada edição, vai propor um tema desafiador para instigar soluções inovadoras para questões contemporâneas. O projeto do designer juazeirense foi um dos 20 selecionados entre 127 inscritos, de 16 estados brasileiros e do Distrito Federal.

Os 20 projetos finalistas receberam R$ 5.000,00 para execução de um protótipo e ganharam o direito a expor seu produto no Instituto Tomie Ohtake, integrando um catálogo impresso sobre o Prêmio. Os três vencedores - anunciados na abertura da exposição, no último dia 23 - foram contemplados com bolsas de estudo em cursos de Design no exterior. A exposição ficará em cartaz até o dia 10 de março, na sede do Instituto Tomie Ohtake, em São Paulo.

Além de troféu, Rafael ganhou uma viagem e um curso internacional de Design no Istituto Europeo di Design (IED) em Barcelona, na Espanha, e espera que sua conquista possa inspirar a todos: "Esse prêmio representa muito e não só para mim, mas para todos os futuros profissionais do Cariri que buscam inspiração em profissionais da região. É uma felicidade enorme poder representar o Nordeste em uma competição tão acirrada, com um projeto que preza pela sustentabilidade e pelas nossas raízes históricas", conclui.

Rafael garantiu participação na exposição com o trabalho "Amana - Umidificador de Ar", trabalho desenvolvido e apresentado como seu projeto de conclusão de curso na UFCA em 2016.  

De funcionamento simples, o Amana é feito de barro e dividido em duas partes, utilizando como fonte de energia uma ventoinha de computador usada que provavelmente seria descartada ao lixo: "a ideia surgiu da necessidade de desenvolver um produto que viesse na contramão da escala industrial, indo no rumo do fazer manual, do cuidado com o meio ambiente e as raízes históricas dos índios Kariris", conta Rafael.

O designer explicou ainda que, com o uso de uma fonte de energia de 12v, a água é resfriada naturalmente com a microporosidade do barro, que, fazendo uso da gravidade, goteja na parte inferior do artefato, sendo expelida pela ventoinha, resfriando e umedecendo pequenos ambientes domésticos com baixíssimo consumo de energia elétrica.

Serviço

Exposição - Prêmio de Design Instituto Tomie Ohtake Leroy Merlin

Av. Brigadeiro Faria Lima, 201, Pinheiros, São Paulo – SP
Visitação: até 10 de março de 2019
Funcionamento: terça-feira a domingo, das 11h às 20h

Telefone: (11) 2245.1900

 
Lido 452 vezes