Início do Conteúdo

Primeira noite de colação de grau celebra a formação de 49 profissionais

Quinta, 16 Março 2017 21:09
Estudante recebe os cumprimentos do reitor Estudante recebe os cumprimentos do reitor Emanoella Callou
Na primeira noite de colação de grau 2016.2 da Universidade Federal do Cariri (UFCA), formaram-se 49 estudantes dos cursos do Centro de Ciências Sociais Aplicadas (CCSA) - Administração, Administração Pública e Biblioteconomia - e do Centro de Ciências e Tecnologia (CCT) - Engenharia Civil e Engenharia de Materiais. A solenidade ocorreu no auditório do Instituto Federal do Ceará (IFCE), em Juazeiro do Norte, na noite desta quinta-feira, 16. 
 
Além da concessão do grau, a cerimônia foi acompanhada por discursos solenes, juramento e chamada dos graduados ao palco para que recebessem o diploma simbólico e fizessem foto junto à mesa dos trabalhos. 
 
Os estudantes foram representados pela oradora dos discentes Suelen Lobo, do curso de Biblioteconomia. Emocionada, Suelen Lobo ressaltou a importância da conquista do diploma de ensino superior. "Hoje, só por hoje, permita-se sentir em paz, você pode até não ter se formado como você quis, no curso que você havia sonhado, nem ter Steve Jobs como orador da turma de 2016.2 em sua colação de grau, mas você conseguiu a proeza de conquistar um diploma de nível superior em uma universidade pública e federal brasileira", destacou. 
 
Lembrou que, a partir de agora, será o momento de colocar em prática o que aprenderam nos anos de graduação. "Cumpra seu dever de ser bom naquilo que você escolheu fazer. Que esse grupo que aqui está se permita ir além do apontamento dos erros alheios, que sejamos exemplos para os que gostariam de ter tido as mesmas oportunidades que nós", disse. Agradeceu à Universidade Federal do Cariri, ao corpo docente e a todos aqueles que contribuíram com a chegada de cada concludente ao fim do curso de graduação. 
 
Representando os docentes, a professora Maria Cleide Rodrigues Bernardino, também do curso de Biblioteconomia, rememorou os anos de adaptação a uma nova etapa, que cada estudante passou, os muitos textos e leituras, as viagens, as aulas de campo, o RU, as conversas, o desafios, os corredores, as salas, as pessoas. "Desses anos foram muitas dificuldades, mas, sobretudo, muitas alegrias. E esta alegria, esta satisfação que sei que cada um está sentindo a seu modo, esta sim, irá desenhar as perspectivas futuras para cada administrador, gestor público, bibliotecário e engenheiro formado por esta casa", frisou. 
 
Lembrou também daqueles que acompanharam a trajetória de cada estudante: "os pais, avós, tios ou outras pessoas, responsáveis por conduzir suas 'crianças' para um curso superior". Deixou duas palavras aos concludentes: comemoração, pelo fim de mais uma etapa, e reflexão sobre a situação do país e do mundo e acerca do profissional que cada um quer ser. Aconselhou-os ainda sobre a prática profissional e a aplicação do conhecimento adquirido. "O ponto central é a vinculação entre o que se constrói em termos de conhecimento para a vida e o que se produz na prática profissional, buscando exercer essa vinculação com ética, pluralidade e respeito às diferenças".
 
Ao final do discurso, a professora ainda cantou, a capella, o poema de Ferreira Gullar musicado por Fagner “Cantiga para não morrer” (1996) para os concludentes "guardarem no coração". 
 
O reitor Pro tempore, professor Ricardo Luiz Lange Ness, que presidiu a cerimônia, em discurso, refletiu sobre dois momentos que envolvem os estudantes na universidade: a entrada e a saída. "Acredito que a maioria dos que agora colam grau aproveitou a passagem pela universidade, conforme recentemente recomendamos aos calouros [durante a solenidade de recepção ocorrida nos últimos dias 13 e 14]. Bem aproveitaram a universidade na sua diversidade e pluralidade para crescer como seres humanos e como futuros profissionais. Saem daqui com uma consciência crítica formada, capazes de defender seus pontos de vista com convicção. Com certeza vocês estão saindo, em vários aspectos, melhores do que entraram", ressaltou
 
Destacou que todos aqueles que fazem a UFCA se sentem agradecidos e lisonjeados por contribuírem com essas transformações. Ainda enumerou conselhos aos novos profissionais. "Enquanto profissionais e cidadãos contestem veementemente todas as formas de transgressões de ética. Aceitem a tolerância como condição indispensável para a boa convivência e para o pluralismo de ideias e o desenvolvimento da sociedade. Pratiquem o diálogo e respeito ao próximo". 
 
Também aconselhou os concludentes a continuarem se capacitando. "Espero e conclamo a todos a continuarem na senda do estudo e do aperfeiçoamento profissional, fazendo da atualização e do acúmulo de novos conhecimentos um objetivo permanente", disse. Ainda chamou os formandos a defenderem a universidade pública em que se formaram e a voltarem à UFCA sempre que sentirem necessidade.  

 

Colação 

 
Nesta sexta-feira, a solenidade de colação de grau, com início às 19h, será destinada aos formandos dos cursos de Design, Filosofia, Jornalismo, Música e Agronomia. Também será realizada no auditório do IFCE, em Juazeiro do Norte. Mais informações sobre a cerimônia clique aqui.
 
Confira fotos da solenidade aqui:
 
 

Colação de Grau 2016.2

 
Lido 2281 vezes