Início do Conteúdo

III Mostra UFCA inicia com apresentação de relatos, oficinas e lançamento de livros

Quarta, 19 Outubro 2016 20:59
Estudantes participam de oficina de percussão Estudantes participam de oficina de percussão Licia Maia
A III Mostra da Universidade Federal do Cariri (UFCA) iniciou, nesta quarta-feira, 19, no campus Juazeiro do Norte. A noite de abertura contou com lançamento de livros e revistas e uma edição especial dos Diálogos Transversais, da Pró-reitoria de Pesquisa, Pós-graduação e Inovação (PRPI), com o tema “A Pesquisa nas Ciências Humanas: Compreensões (In)exatas”. 
 
Na abertura, o reitor da UFCA, professor Ricardo Ness, ressaltou que a Mostra UFCA é o momento em que a universidade apresenta-se para si mesma e para a comunidade externa. “É uma oportunidade de prestar contas, de se reunir num momento acadêmico e festivo. Surge a oportunidade de apresentar um balanço do que a universidade tem feito em todas as áreas”, disse. 
 
A professora Cláudia Marco, presidente da Comissão Organizadora da III Mostra UFCA e pró-reitora de Extensão, destacou as 62 oficinas, apresentação de 190 relatos de experiência e 12 apresentações artístico-culturais e esportivas. “Essa Mostra se propôs a realizar uma troca de saberes entre nós e a comunidade ao redor. Cada vez mais a gente vai caminhando para inserir a universidade na região”, disse.  

 

Mesa 

 
A edição dos Diálogos Transversais contou com a participação dos professores Ricardo Rigaud Salmito (Jornalismo-UFCA) e Valdetonio Pereira de Alencar (Filosofia-UFCA), com a mediação da professora Regiane Lorenzetti Collares. Ele falou sobre os desafios enfrentados pelas ciências humanas, com base no pensamento de Max Weber. O professor Ricardo Salmito fez uma reflexão sobre o lugar das ciências humanas dentro da universidade.  
 
 

Lançamento de livros

 
No pátio do campus, às 18h, foram lançados livros e revistas produzidos pela comunidade acadêmica: ”O Sertão: Encantos e Cantos”, das professoras Eunice Maia de Andrade, Ana Célia Maia Meireles e do poeta Luiz Gonzaga Lima Maia; “Feed-back”, escrito em forma de cordel por Isabelle Santos de Souza Vieira (mestranda em Desenvolvimento Regional Sustentável); “Diário de uma Eucariótica, de Sally Lacerda, Roberto Pinheiro, Jucier Gonçalves, Arthur Fernandes, Gilvan Teixeira e Barbara Siebra”; além do caderno de experiência Extensão em Foco e a 1ª edição da revista Voo, dos estudantes do Cambada PET Design (curso Design de Produtos).

 

Apresentações artístico-culturais

 
Antes da solenidade de abertura, a Orquestra da UFCA, formada pelos estudantes do curso de Música, sob a regência do professor Marco Silva, fez apresentação no auditório. Durante a manhã, as atividades iniciaram com a apresentação do Quinteto de Metais da UFCA. 

 

 

Relatos de experiência

 
No primeiro dia da Mostra, os primeiros relatos de experiências foram apresentados. Descrevem como transcorreram as atividades dos programas e projetos de ensino, pesquisa, extensão e cultura da universidade. Estudante do segundo semestre de Jornalismo, Everson Silva, comenta o aprendizado obtido mediante sua participação no “Cariri TV em 1 Minuto”, por meio do qual estudantes produzem e veiculam matérias no formato webjornalismo.
 
“Foram muitos os aprendizados, tanto na parte de telejornalismo, como você se portar em frente a câmera”, conta o discente. “Na parte teórica aprendi coisas importantes não só para o curso em si, mas para toda a minha vida profissional, como escrever matérias e a forma como falar no Telejornalismo”.
 
Everson Silva ressalta que a apresentação do relato de experiência foi, para ele, uma autoavaliação. As descrições das atividades eram acompanhadas por professores e técnico-administrativos que as avaliavam e sugeriam correções. “É bom também para você escutar a avaliação de um profissional e saber se está fazendo um bom trabalho”, afirma Silva.
 

Oficinas

 
O primeiro dia da Mostra contou também com oficinas no período da tarde, das 14 às 18 horas. Contemplaram práticas de variadas áreas, como saúde, educação, fotografia, cultura, comunicação, gestão Pública, linguagens artísticas, entre outras.
 
Onze estudantes de variados cursos da UFCA participaram de oficina promovida pela Liga Acadêmica de Saúde e Espiritualidade (Liase), que há quatro anos atua nesta vertente da Medicina em hospitais da região, como o Hospital Regional do Cariri, em Juazeiro do Norte, e o Hospital e Maternidade São Vicente de Paulo, em Barbalha.
 
Conforme o estudante Raphael Dantas, do 6º semestre de Medicina, não só é possível como se deve conciliar medicina e espiritualidade, tema da oficina. “Diversos estudos mostram que o paciente, o médico e o estudante têm interesse, e existem benefícios para tratar diversas doenças a partir da abordagem da espiritualidade do paciente”.
 
Na parte prática da oficina, os estudantes, organizados em duplas, estudaram um caso clínico e atuaram para definir uma abordagem ao paciente, na atividade representada por integrantes da Liase. Para Stefânia Rodrigues, discente do 11º período de Medicina, a abordagem contribui significativamente no paciente que, segundo ela, passa a ter “uma paz maior e adere ao tratamento, cuidando bem de sua saúde, o que repercute beneficamente”.
 
A III Mostra UFCA segue até esta sexta-feira, 21. Confira a programação completa aqui
 
 
 
 
Lido 2512 vezes