Início do Conteúdo

Palestra com docente da UnB marca lançamento de novo grupo de pesquisa da UFCA

Segunda, 12 Maio 2014 17:58

O Programa de Educação Tutorial - PET de Biblioteconomia e a Pró-Reitoria de Pesquisa e Inovação (PRPI) convidam a comunidade acadêmica da Universidade Federal do Cariri - UFCA para palestra cujo tema é “Os desafios do profissional da informação na sociedade do conhecimento”, com o Professor Emir José Suaiden, da Universidade de Brasília – UnB, a qual se realizará amanhã, dia 13 de maio, às 9:30h, no Auditório da Reitoria da UFCA, em Juazeiro do Norte. O encontro marcará também o lançamento do grupo de pesquisa “Biblioteca, Informação e Sociedade” - BIS.

O palestrante tem larga experiência acadêmica com a Ciência da Informação, tendo passado por todos os níveis de pós-graduação, ora no Brasil (UnB – graduação em Biblioteconomia e UFPB – mestrado em ciência da informação), ora na Espanha (Universidad Complutense de Madrid – doutorado em ciência da informação e Universidad Carlos III de Madrid - pós-doutorado).

O grupo de pesquisa “Biblioteca, Informação e Sociedade” (BIS) foi certificado pela UFCA em 2013 e tem como líderes as professoras Maria Cleide Rodrigues Bernardino e Francisca Pereira dos Santos. O grupo tem três linhas de pesquisa: gestão, mediação e serviços de informação; memória, organização e representação da informação e suas tecnologias; e políticas culturais, leitura e formação de leitores.

O objetivo do grupo é compreender o papel da informação e da biblioteca no processo de produção do conhecimento em suas dimensões político-institucional, produtiva e cultural; situar as dinâmicas de cooperação e conflito em torno da produção, circulação e apropriação da informação e do conhecimento no cerne das formas de poder na sociedade; e compreender o contexto e as dinâmicas entre o processo de produção, circulação e controle da informação na sociedade contemporânea e da memória em sua dimensão cultural e política.

Configuram-se como campos possíveis de investigação os arquivos, bibliotecas, museus e centros culturais enquanto "lugares de memória", além dos portais e sítios eletrônicos, públicos ou privados, blogs e redes sociais.

Lido 2609 vezes