Início do Conteúdo

Começa I Fórum de Inovação e Empreendedorismo da Universidade Federal do Cariri

Quarta, 15 Junho 2016 23:10
Começa I Fórum de Inovação e Empreendedorismo da Universidade Federal do Cariri Cesar Filho
A Pró-reitoria de Pesquisa, Pós-graduação e Inovação (PRPI) deu início, nesta quarta-feira, 15, ao I Fórum de Inovação e Empreendedorismo da Universidade Federal do Cariri. O evento, que conta com a participação da comunidade acadêmica e de diversos setores da sociedade, segue até a próxima sexta-feira, 17, com atividades no campus da UFCA, em Juazeiro do Norte e no Instituto Federal do Ceará.
 
A abertura, realizada no auditório do campus do IFCE, contou com a participação do grupo Kariri Sax, do curso de Música da UFCA. Logo após, o pró-reitor da PRPI, professor Francisco José de Paula Filho, apresentou a programação do evento. Ressaltou que a UFCA, apesar de ter apenas três anos, já vem contribuindo com o desenvolvimento regional sustentável, por meio de pesquisas científicas e tecnológicas voltadas para a busca de soluções, principalmente para questões regionais.
 
"Em três anos, já somamos 36 grupos de pesquisa institucionais, que geraram diversos produtos científicos, dentre os quais cito em torno de 560 artigos científicos e 200 capítulos de livros", destacou.
 
O vice-reitor, professor Ricardo Ness, no exercício da Reitoria, pontuou a importância da inovação e do empreendedorismo. "A inovação não é só produto. Passa por processos, serviços. Não se prende só à inovação tecnológica. A educação deveria transmitir essa competência, fazer com que os alunos incorporem isso e levem a inovação para a sociedade. Mas nossos currículos são engessados. Falta coragem para trazer inovação aos nossos currículos", disse.
 
A mesa redonda de abertura contou com a mediação do professor Jonathas Carvalho (PPGB/UFCA) e participação dos professores Antônio Gomes de S. Filho, pró-reitor de Pesquisa, Pós-graduação e Inovação da Universidade Federal do Ceará, Celme Torres Ferreira da Costa (PRODER/UFCA), Maria Silvana Alcântara Costa (PROFMAT/UFCA), Heberty di Tarso Fernandes Facundo (PMBqBM/UFCA) e Rozane Valente Marins (PPGCMT/LABOMAR/UFC).
 
 

Desafios da Pós-graduação

Durante a mesa, o professor Antônio Gomes apresentou marcos da pesquisa e pós-graduação no Brasil, afirmando que o sistema de ciência e tecnologia do país ainda é jovem, com apenas 50 anos. Em 1951, foram criados o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) e a Capes. Ele apontou os principais desafios para essa área no Brasil, entre eles, contribuir de forma decisiva para a economia do país; consolidar a cultura da inovação na pós graduação; promover ações para popularizar a ciência na sociedade; contribuir para melhorar a educação no ensino fundamental e médio; aumentar o número de estudantes na áreas de engenharia e biotecnologias (70% são das áreas de ciências humanas); aumentar o número de egressos nas empresas; aumentar a inserção internacional.
 
Ele citou ainda como desafio a redução sistemática da endogenia nas universidades. "O ideal era que o estudante que se forma na universidade não volte a ser professor naquela universidade. Eu fiz isso, mas percebo que se tivesse oportunidade de fazer diferente, eu faria. A endogenia muito grande, acaba refrescando pouco o sistema. A atividade de pesquisa e pós-graduação também é criativa, cultural. Quando você mistura pessoas de diferentes grupos, de diferentes regiões, o resultado é muito bom".
 
A professora Rozane Valente elogiou o avanço da pós graduação da UFCA, a partir da experiência do Programa de Pós Graduação em Desenvolvimento Regional Sustentável (PRODER), o primeiro da instituição. Destacou importantes aspectos da região que podem ser pesquisados, como o Geopark, o clima, a questão cultural, entre outros. A professora Celme Torres também abordou o Proder, os desafios e a futura chegada do Doutorado no programa. Torres ainda ressaltou a dedicação dos estudantes, que tem cumprido com todas as exigências solicitadas para concluir o curso.
 
A professora Silvana Alcântara Costa falou ainda sobre o Mestrado Profissional em Matemática (PROFMAT) da UFCA, que iniciou em 2012, e tem contribuído para a formação de professores de matemática que não podem se deslocar para outros centros. O professor Heberty di Tarso Fernandes Facundo, do Programa de Pós-Graduação Multicêntrico na área de Bioquímica e Biologia Molecular, também da UFCA, abordou os desafios na área deste mestrado, que tem foco na Faculdade de Medicina e na Agronomia, mas é aberto a pesquisadores de outras áreas da universidade.
 
Confira a programação completa aqui
 
Confira fotos do evento:
 
 

I Fórum de Inovação e Empreendedorismo

 
Lido 4662 vezes