Início do Conteúdo

 A Incubadora Tecnológica de Empreendimentos Populares e Solidários – (ITEPS), da Universidade Federal do Cariri (UFCA), seleciona estagiários voluntários para atuar nas ações do programa, de acordo com edital divulgado nesta segunda (15).   O estágio destina-se a estudantes de nível superior, de diversas áreas de atuação e instituições de nível superior da Região para atuar em ações da Incubadora. O objetivo do programa é fomentar o desenvolvimento da economia solidária no Cariri através da atuação articulada entre pesquisa, extensão e ensino e da incubação de cinco grupos de economia solidária na Região. Os empreendimentos incubados no projeto atuam nos seguintes eixos de Agroecologia, Comercialização Solidáriae Cultura e Sustentabilidade. O edital irá selecionar voluntários para dar apoio aos projetos de cada eixo, realizando atividades de acompanhamento nas atividades em campo, participando de reuniões e elaborando relatórios técnicos parciais e final das atividades realizadas. Além disso serão selecionados voluntários para atuar nos setores de Comunicação e Administrativo, realizando atividades de apoio geral à incubadora. A carga horária será de 12 semanais horas e o período de vigência da bolsa voluntária será de maio a dezembro de 2019. As inscrições deverão ser realizadas através da plataforma forms.ufca.edu.br até o dia 22 de abril. Para mais informações acesse o edital completo.                  
O Programa de extensão Edifique Ações, da Universidade Federal do Cariri (UFCA), está com inscrições abertas para selecionar 50 (cinquenta) estudantes da rede pública de ensino, concludentes e/ou egressos do ensino médio da Região do Cariri, para o Edificar, um  curso intensivo preparatório para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). O cursinho é completamente gratuito e destinado exclusivamente para alunos de escolas públicas. A ação surgiu do interesse de estudantes da Universidade Federal do Cariri (UFCA) em contribuir com o desenvolvimento socioeducativo e a formação cidadã de estudantes da Região. As aulas acontecerão de segunda à sexta, das 18h às 21h40, no campus da UFCA – Juazeiro do Norte, ministradas por professores voluntários (estudantes de graduação da UFCA). O processo seletivo, regido pelo Edital 02/2019, pode ser acessado na página do programa.  As inscrições serão realizadas no período de 13/04/2019 a 22/04/2019, pelo formulário online.  Serviço Edifique Ações \n O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.      
O Laboratório de Estudos Urbanos, Sustentabilidade e Políticas Públicas (Laurbs) – grupo de pesquisa interdisciplinar na Universidade Federal do Cariri (UFCA) com foco em questões urbanorregionais, sustentabilidade e políticas públicas – divulgou, nesta segunda-feira (8), edital de um concurso para produção e escolha de um logotipo para o projeto.   O logotipo escolhido será adotado como a marca oficial do Laboratório, com sede no campus da UFCA em Juazeiro do Norte, onde funciona o Centro de Ciências Sociais Aplicadas (CCSA/UFCA). O trabalho será usado nas mais variadas peças e meios de comunicação, impressos ou digitais, a critério do Laurbs.    Poderão participar do concurso quaisquer pessoas físicas ou jurídicas interessadas em criar o logotipo do Laurbs em conformidade com o edital.   Para se inscrever, o(a) candidato(a) deverá preencher o Termo de Cessão dos Direitos Autorais, anexo ao edital, e enviá-lo - junto aos arquivos digitais referentes ao logotipo (também especificados no edital) - pelo e-mail \n O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. . Os arquivos deverão ser enviados até o dia 8 de maio de 2019.   O(a) idealizador(a) do melhor trabalho receberá R$ 200,00 e um certificado registrando o primeiro lugar no concurso. A premiação será entregue em evento de lançamento do Laurbs, previsto para junho de 2019.   Serviço Laboratório de Estudos Urbanos, Sustentabilidade e Políticas Públicas (Laurbs-CCSA/UFCA) Campus Juazeiro do Norte - UFCA (88) 3221.9541 (secretaria CCSA/UFCA) \n O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.
Quarta, 27 Março 2019 12:37

Time Enactus na UFCA completa 10 anos

Na próxima sexta feira (29), a Enactus na Universidade Federal do Cariri (Enactus UFCA) vai promover evento para celebrar seus 10 anos de existência. Fundada nos Estados Unidos em 1975, a Enactus (antes conhecida como SIFE - sigla para o termo em inglês Student In Free Enterprise) é uma organização internacional sem fins lucrativos, dedicada a inspirar estudante de 36 países a melhorar o mundo por meio do empreendedorismo social. A rede envolve mais de 1.730 instituições.   Programação Pela manhã, a programação envolverá roda de conversa, no auditório Beata Maria de Araújo do campus Juazeiro do Norte, com início previsto para as 9h30, cujo tema será “Empreendedorismo: desenvolvimento social através de ações empreendedoras”. Também pela manhã, o pátio do campus vai receber uma feira com produtos do projeto Redae, que atua na comercialização e divulgação de produtos agrícolas cultivados por outro projeto, o Bio+. Este fomenta práticas e tecnologias de baixo custo para que famílias rurais produzam hortaliças e frutas de forma sustentável.   Pela tarde, haverá minicursos e oficinas em espaços do campus Juazeiro e visita técnica ao sítio Boa Esperança, em Barbalha, onde o Bio+ atua. Outra feira está prevista para ocorrer no pátio: a de parceiros e artesãs do projeto Mulecas, que auxilia a inserção de mulheres no mercado de trabalho com oficinas de artesanato. Encerrando a programação, à noite, estão previstas solenidade em comemoração aos 10 anos do time, roda de conversa e coffee break - todos no auditório Beata.   Os interessados em participar devem se inscrever na página do evento, na qual também é possível acessar detalhes da programação.   Rede Enactus na UFCA Com 10 anos, a Enactus UFCA foi o primeiro time da rede criado no estado e é mais antiga que a própria UFCA. A instituição, antes um campus avançado da Universidade Federal do Ceará (UFC), alcançou sua autonomia há apenas 6 anos, em 2013. A Enactus UFCA já teve seu trabalho reconhecido por organizações como The Youth Assembly (ONU), Walmart Brasil, Nufarm Brasil, Cargill, e o Ministério do Meio Ambiente Brasileiro.   Serviço Enactus UFCA Sala 73, Bloco E - campus Juazeiro do Norte (88) 3221.9229 \n O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.  
Terça, 26 Março 2019 14:18

Comitê de Enfrentamento ao Aedes Aegypti

Em cumprimento a uma determinação do Ministério do Planejamento, a Universidade Federal do Cariri (UFCA) criou um Comitê de Enfrentamento ao mosquito Aedes Aegypti - que transmite a Degue, a Chikungunya e o Zika Vírus. Conforme o Decreto Nº 8.662, de 1º de fevereiro de 2016, todos os órgãos públicos federais do país devem implementar medidas rotineiras de prevenção e de eliminação de focos do mosquito. Na UFCA, o comitê deverá realizar atividades internas e externas para combater a proliferação do inseto.   Dados do Ministério da Saúde apontam que o número de casos prováveis de Dengue no Ceará cresceu 41,1% no início de 2019, na comparação com os primeiros meses de 2018. Até o dia 2 de fevereiro, o estado notificou 505 casos da doença. No mesmo período de 2018, foram registrados 358 casos de dengue. O Ceará não registrou óbitos em decorrência da doença neste ano.   Em janeiro passado, a Pró-Reitoria de Extensão (Proex/UFCA) solicitou aos setores da UFCA que indicassem dois nomes (titular e suplente) para compor o Comitê de Enfrentamento ao Aedes Aegypti. A Portaria que oficializou a criação do comitê foi publicada em 8 de fevereiro deste ano, com 39 nomes indicados.   Esse grupo terá como missão disseminar informações e práticas educativas capazes de sensibilizar a comunidade acadêmica - e também a comunidade externa - quanto aos riscos de doenças provocadas pelo mosquito. A Dengue provoca náuseas, vômitos, manchas e/ou irritação na pele, dor muscular, dor nas articulações, dor de cabeça e dor ao redor dos olhos. A Chikungunya, por sua vez, costuma provocar febre, dor nas articulações com início agudo, fadiga, inchaço nos gânglios e náusea. Já a Zika causa irritação na pele com pequenas erupções, coceira, febre, aumento do fluxo sanguíneo nos olhos (sem secreção) e dor e/ou inchaço nas articulações.   Serviço   Pró-Reitoria de Extensão Sala 202, Bloco I - campus Juazeiro do Norte (88) 3221.9286 \n O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.
A comunidade acadêmica poderá sugerir propostas que contribuiam com a inserção de ações de extensão nos currículos dos cursos de graduação da Universidade Federal do Cariri (UFCA). Segundo a Pró-Reitoria de Extensão (Proex/UFCA), as sugestões serão feitas por meio do preenchimento de um formulário, disponível na plataforma Forms até o próximo dia 4 de abril. As propostas aprovadas vão compor uma minuta, que vai estabelecer os procedimentos pedagógicos e administrativos para que os cursos de graduação efetivem a presença da extensão nos seus respectivos currículos.   A medida é uma iniciativa da Coordenadoria de Políticas Extensionistas (Cpex-Proex/UFCA) para cumprir as determinações de documentos nacionais que discorrem sobre políticas para a educação, como o Plano Nacional de Educação (2014-2024), a Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (LDB - LEI 9.394/96), as Diretrizes Curriculares Nacionais para o ensino superior e o Plano Nacional de Extensão (PNE). Este último exige que 10% da carga horária total da matriz curricular dos cursos de graduação correspondam a ações de extensão (PNE, Meta 12.7).   Conforne a Cpex-Proex/UFCA, a participação da comunidade acadêmica da UFCA na composição da minuta de extensão será importante para atender as especificidades de cada um dos cursos de graduação. O documento, atualmente em construção, será concluído após as considerações da comunidade.   Serviço   Pró-Reitoria de Extensão (Proex/UFCA) Coordenadoria de Políticas Extensionistas (Cpex-Proex/UFCA) Bloco I, sala 202 – campus Juazeiro do Norte Telefone: (88) 3221-9287 \n O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.  
O programa Idioma sem Fronteiras (IsF), do governo federal, está recebendo inscrições para aulas gratuitas e presenciais de inglês na Universidade Federal do Cariri (UFCA). Serão ofertadas turmas nos campi Juazeiro do Norte, Barbalha, Crato e Brejo Santo. O período de inscrições vai até o próximo dia 14 de março, na página do My English Online (MEO) - que é o curso on line de inglês ofertado pelo IsF. Após acessar a área restrita, clique no botão azul "Aulas Presenciais".   Os interessados precisam apresentar ou resultado do Test of English as a Foreign Language (TOEFL), obtido pelo IsF, ou resultado do teste de nivelamento do MEO.    Abaixo os locais, dias, horários, níveis e tipos de cursos ofertados na UFCA:   Curso: TOEFL ITP preparatório Nível B1 - campus Juazeiro do Norte. Horário: às segundas-feiras, das 13h às 17h30.   Curso: Produção oral interações acadêmicas Nível B1 - campus Barbalha. Horário: às segundas-feiras, das 13h às 17h30.   Curso: Produção oral interações acadêmicas Nível A2 - campus Juazeiro do Norte. Horário: às terças-feiras, das 13h às 17h30.   Curso: Interações cotidianas em Língua inglesa Nível A1 - campus Brejo Santo. Horário: às quartas-feiras, das 13h às 17h30.   Curso: Produção oral: interações acadêmicas Nível A2 - campus Crato. Horário: às quartas-feiras, das 13h às 17h30.   Curso: Produção oral: interações acadêmicas Nível B2 - campus Juazeiro do Norte. Horário: às quintas-feiras, das 13h às 17h30.     Idioma sem Fronteiras   O IsF é um programa do governo federal que objetiva internacionalizar o ensino superior brasileiro. Entre suas várias ações, está a promoção de cursos presenciais de idiomas em diversas instituições federais de ensino cadastradas. Uma delas é a UFCA, que realiza as formações por meio do Núcleo de Idiomas e Culturas Estrangeiras da Pró-Reitoria de Cultura (NucLi-Procult/UFCA).     Serviço Núcleo de Idiomas e Culturas Estrangeiras da Pró-Reitoria de Cultura (NucLi-Procult/UFCA) Sala 204, Bloco I – campus Juazeiro do Norte \n O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. (88) 3221-9245
No período de 27/11/2018 a 08/01/2019 a Pró-Reitoria de Extensão (Proex) da Universidade Federal do Cariri (UFCA) recebeu 85 submissões de propostas ao Edital 05/2018/PROEX, que trata da concessão de bolsas de extensão a projetos para o ano de 2019 e programas para 2019 e 2020.  Das propostas consideradas aptas, 61 eram referentes a projetos e 22 a programas de extensão. As propostas aprovadas nesta fase ainda seguem para as avaliações de mérito (2ª fase). Os projetos concorrerão a 60 bolsas com vigência de abril a dezembro de 2019, enquanto os programas concorrerão a 38 bolsas com vigência de abril de 2019 a dezembro de 2020. Os proponentes devem verificar o documento com detalhamento da sua avaliação na 1ª fase. As ações que foram "aprovadas com ressalvas" deverão realizar os ajustes necessários no formulário de cadastro e/ou plano de trabalho dos bolsistas dentro do mesmo prazo e encaminharem através da plataforma de cadastro de ações acadêmicas. As propostas estão dispostas em ordem alfabética, pois nesta fase ainda não há classificação. A Proex destaca que prazo para interposição de recursos será de 31 de janeiro a 01 de fevereiro de 2019, conforme orientações do edital. Acesse o resultado.   
Apoiados por um projeto de extensão da Universidade Federal do Cariri (UFCA), agricultores familiares do Crato receberam, no último dia 18 de janeiro, uma Declaração de Cadastro de Produtor Vinculado à Organização de Controle Social, emitida pelo Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento (Mapa). Ao todo, 9 trabalhadores conseguiram a declaração, que os inclui no Cadastro Nacional de Produtores Orgânicos. Na prática, com o documento, os trabalhadores poderão, além de feiras agroecológicas, vender seus produtos também para iniciativas governamentais que adquirem alimentos in natura, como o Programa Nacional de Alimentação Escolar (Pnae, que oferece alimentação a estudantes da educação básica pública) e o Programa de Aquisição de Alimentos (PAA, que repassa alimentos produzidos pela agricultura familiar a pessoas em situação de insegurança alimentar e nutricional). A declaração foi viabilizada pelo projeto de extensão “Elaboração de Produtos Orgânicos provenientes da agricultura Familiar do Município do Crato-CE”, do Centro de Ciências Agrárias e da Biodiversidade (CCAB/UFCA). O documento é o primeiro passo para a conquista de uma certificação de produção orgânica, que concede o selo do Sistema Brasileiro de Avaliação de Conformidade Orgânica (SigOrg). A diferença do selo para a declaração é que o SigOrg permite a venda dos produtos também para empresas privadas.   Projeto de Extensão Sob coordenação da professora do CCAB/UFCA, Maria Inês Rodrigues, o projeto de Elaboração de Produtos Orgânicos teve início com um mapeamento das atividades ligadas à agricultura familiar no Crato: "Com esse mapeamento, chegamos ao trabalho de produtores ligados à Associação Cristã de Base (ACB), que desde 1982 apresenta a trabalhadores rurais técnicas e tecnologias que os ajudam a ter melhor produção e melhor convívio com o semiárido”, explica. Além da ACB, é parceira do projeto a consultoria HD Quality, empresa que realizou o diagnóstico de campo e também os processos burocráticos junto ao Mapa que resultaram na declaração dos produtores. As três instituições formaram com os agricultores uma Organização de Controle Social (OCS), que apoia o processo de produção e os procedimentos pertinentes à futura certificação.   Produção orgânica Segundo Maria Inês, para ser considerado “orgânico”, o produto agrícola deve, além de valorizar a cultura das comunidades rurais, ser cultivado considerando a sustentabilidade social, a ambiental e também a econômica: “além do benefício de alimentos sem agrotóxicos e/ou transgênicos, o consumo de produto orgânico consolida a agricultura familiar e agrega valor à sua produção, o que faz com que os agricultores tenham segurança alimentar, diversidade nutricional e preço justo para os seus produtos”, argumenta. De acordo com a professora, muitos dos agricultores do projeto já cumpriam os requisitos da produção orgânica, mas não tinham meios de terem seu trabalho reconhecido pelo Mapa: “alguns praticam produção orgânica há mais de 10 anos. A declaração e a futura certificação são maneiras de valorizar o trabalho dos agricultores e também de reconhecer a resistência que eles travam no seu cotidiano para manter o manejo orgânico”, acredita. Segundo Maria Inês, para conseguir uma certificação de produção orgânica, há vários custos envolvidos, desde questões administrativas até as despesas do auditor: “No ano passado, o valor de uma certificação oscilou entre R$ 5 mil e R$ 5,8 mil”, relata. O Mapa não prevê isenção para a emissão do selo SigOrg. O selo é concedido por uma empresa certificadora, pública ou privada, credenciada junto à pasta, que avalia a produção requerente obedecendo a legislação brasileira e seguindo critérios reconhecidos internacionalmente: “Para alcançar a certificação, precisaremos verificar meios e novos parceiros. Ainda temos muito trabalho para 2019", finaliza.   Serviço Centro de Ciências Agrárias e da Biodiversidade (CCAB/UFCA) Rua Ícaro de Sousa Moreira, s/n, Barro Branco - Crato \n O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.    (88) 3221-9502
A estudante de Administração Pública da Universidade Federal do Cariri (UFCA), Rhana Erika, vai integrar o grupo de 14 jovens que representarão o Brasil como delegados no Youth Assembly (YA, "assembleia da juventude", em tradução livre): um evento anual da Organização das Nações Unidas (ONU) que debate o papel da juventude no desenvolvimento sustentável global e oferece a jovens de todo o mundo a oportunidade de serem protagonistas na implementação dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da ONU, ao lado de grandes líderes mundiais.    O evento ocorrerá em Nova Iorque, onde fica a sede da ONU, de 15 a 17 de fevereiro de 2019, na New York University (NYU). A conferência vai promover debates, workshops, minicursos e mentoria. Segundo Rhana, durante a programação, os jovens poderão ouvir grandes líderes e também explanar as suas iniciativas locais. Conforme a descrição do evento, no site da Youth Assembly, "todas as sessões da conferência procurarão desenvolver e fortalecer habilidades práticas tangíveis e pragmáticas que possam ser usadas de maneira imediata e eficaz para resolver problemas locais e globais".    A YA é organizada pela Friendship Ambassadors Fondation (FAF): organização sem fins lucrativos, formalmente associada ao Departamento de Informação Pública das Nações Unidas (DPI.NGO), que promove educação global desenvolvendo lideranças juvenis e programas de intercâmbio cultural. No Brasil, foi criado o grupo NovaVoz ONU, para reunir os jovens interessados em participar da conferência. Enactus UFCA Rhana é integrante da rede global de empreendedorismo social Enactus, com atuação no Brasil desde 1998. Na UFCA desde 2009, a Enactus desenvolve atualmente três projetos no Cariri, idealizados e realizados por estudantes locais, sob supervisão de professores da universidade: o Bio+, que fomenta práticas e tecnologias de baixo custo para o plantio de hortaliças e frutas de forma sustentável; o Rede de Associados do Time Enactus UFCA (Redae), que atua na comercialização e divulgação do que é produzido; e o Mulecas, que auxilia a inserção de mulheres no mercado de trabalho com oficinas de artesanato. Rhana compõe a Enactus UFCA desde junho de 2018.    Candidatura de delegada Ainda segundo a estudante, o caminho até a YA começou com a visualização de um post em perfis digitais da estudante de arquitetura da Universidade de Fortaleza (Unifor), Mariana Saraiva. Mariana foi nomeada embaixadora brasileira do evento e, portanto, foi responsável por auxiliar a seleção dos jovens delegados que representarão o Brasil no YA: "Eu troquei e-mails com a Mariana e contei sobre o meu trabalho na Enactus UFCA. Alguns meses depois, ela me comunicou da minha aprovação", relata. Segundo o NovaVoz Onu, para ser um delegado na YA, é preciso ter de 16 a 28 anos, estar engajado na implementação dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da ONU, estar se destacando em sua comunidade local pelo impacto de seus projetos, ter perfil de liderança e ser capaz de se comunicar em inglês (falar e compreender).   Serviço 23ª Sessão da Assembleia da Juventude - Youth Assembly (YA) De 15 a 17 de fevereiro de 2019, na New York University (NYU)   Enactus UFCA   Sala 73, Bloco E - campus Juazeiro do Norte (88) 3221.9229 \n O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.  
«IniciarAnt12345678910PróxFim»
Pagina 1 de 13