Início do Conteúdo

Qual a idade e a saúde do seu corpo? No Dia "D" da Saúde é possível saber

Quinta, 06 Novembro 2014 14:20

Na reta final do semestre, estudantes, servidores e professores receberam o alerta para os cuidados com a saúde do corpo e da mente durante o Dia “D” da Saúde, que ocorreu, quinta-feira, 6, no campus da Universidade Federal do Cariri-UFCA, em Juazeiro do Norte.

Até às 17 horas, os participantes contaram com uma rede de atendimento que se propôs a “mais do que oferecer serviços, conscientizar estudantes e demais da comunidade acadêmica neste momento de reflexão e também de serviço”, explicou a Diretora de Assistência Estudantil-DAE, Cláudia Araújo Marco, responsável pelo evento que teve sua segunda edição.

Os serviços foram organizados para aqueles que vêm se dedicando aos estudos e ao trabalho, mas que deixam num segundo plano os cuidados com o corpo e com a mente. Quem participou do Dia “D” pôde verificar como estavam a postura, os motivos para dores musculares e a força da respiração nas minissessões de fisioterapias.

Os riscos de desenvolver problemas cardíacos ou ligados à hipertensão puderam ser diagnosticados com a oferta de exames de glicemia e verificação de pressão arterial, além de considerar massa corporal, gordura entre nossos órgãos e as medidas de nossa cintura e quadril: o conjunto dessas informações foi analisado pela equipe de profissionais da Educação Física, que indicaram atividades físicas e hábitos alimentares para a melhora dos índices de saúde.

Maiores beneficiados com a iniciativa, os estudantes aprovaram a programação e a humanização dos serviços. Na opinião do discente, de Engenharia Civil, Arthur Porto, as atividades “estão bem interessantes, principalmente no meio acadêmico, porque a gente se preocupa tanto com prova e trabalho que acaba servindo de alerta. Acho que [o evento] deveria ser duas vezes por semestre”, sugeriu satisfeito com as experiências que vivenciou pela primeira vez na UFCA.

A estudante de Biblioteconomia, Mayara Monyse Silva, esteve no campus pela manhã e tarde. Aproveitou o intervalo entre as aulas para conhecer alguns exercícios ligados ao condicionamento físico: “A postura e os alongamentos que pude fazer aqui foram muito bons, a gente tem que fazer disso um hábito. Perguntaram como eu me sentava na cadeira, se me escorava ou não. Tô aprovando”, conta.

Recém-chegado à universidade, o servidor em tecnologia da informação, Wagner Silva, avaliou positivamente a ideia ao participar de algumas atividades no pátio. O servidor concluiu que o Dia “D” trouxe à tona “alguns aspectos da saúde que a gente tende a negligenciar”.

Porta de entrada para mudança de hábitos, o evento também pôde servir como segunda opinião para quem já vinha fazendo exercícios ou até mesmo tratamento de saúde. É o caso do professor de Engenharia Civil, Luiz Alberto, que conversou com médicas da Faculdade de Medicina-FAMED da UFCA, em Barbalha: “considero o atendimento mais humanizado e vou usufruir mais dos serviços ao longo do dia”, avalia.

O Dia “D”, uma realização da Diretoria de Assistência Estudantil, contou com o apoio dos cursos de Educação Física, Fisioterapia e Enfermagem da Faculdade Leão Sampaio.

 
Lido 2159 vezes