Início do Conteúdo

Ensino, cultura, extensão e pesquisa orientam formação do estudante na UFCA

Terça, 15 Agosto 2017 16:26

No segundo dia da série Semana do Estudante, veja o depoimento de estudantes que atuam no Ensino, na Cultura, na Extensão e na Pesquisa na UFCA 

 
A vida acadêmica vai muito além da experiência em sala de aula. Na Universidade Federal do Cariri (UFCA), a instituição está firmada em quatro pilares que possibilitam ao estudante uma formação completa: o Ensino, a Cultura, a Extensão e a Pesquisa. É a partir disso que o discente tem contato mais aprofundado com o conhecimento científico, a vivência em comunidade, a atuação dentro da sociedade e a possibilidade de modificar realidades, por meio da educação. 
 
A estudante Maria Carolina Barbosa Costa, 23, do 5° semestre de Medicina, por meio de ações extensionistas, vinculadas à Pró-reitoria de Extensão (PROEX), atua na comunidade na qual está inserida. "São as atividades extracurriculares que te permitem conhecer a realidade local. É uma forma de nos conectar com a sociedade, de entender quais as suas necessidades, de intervir, de escutar, de ensinar, de levar a medicina a população", explica. 
 
Para ela, que exerce atividades extensionistas desde o 2º semestre, a oportunidade de fazer Extensão também proporciona uma formação universitária mais completa. Carolina foi fundadora e coordenadora do cursinho comunitário da Faculdade de Medicina (FAMED) da UFCA e atualmente é coordenadora discente da Liga Acadêmica Caririense de Endocrinologia e Metabologia (LACEM), que atua em postos de saúde, em escolas, no ambulatório da FAMED e em praças, estimulando a prática de atividades físicas e hábitos alimentares saudáveis.
 
Bárbara Gomes de Moraes, 21, do 8º semestre do curso de Música, também destaca o trabalho com as pessoas durante a atuação nos projetos de Cultura e, principalmente, o entendimento e o respeito à cultura local. "As minhas experiências de vida hoje eu devo muito à Cultura. Aprender o que o outro vivencia, o que consegue fazer, fazer essa troca de saberes a partir da Cultura", relata. 
 
Ela, atualmente, é responsável pelo Laboratório Cênico Musical, vinculado à Pró-reitoria de Cultura (PROCULT), que faz um trabalho voltado para o teatro, com ensinamentos de técnicas que podem auxiliar no desenvolvimento artístico. Bárbara também já atuou no Coral, no grupo Elas Sax e faz participações na Orquestra da UFCA. "A gente vivencia o que a cultura nos oferece. Tem um grande leque de coisas pra apreciar, se divertir, aprender e vivenciar", diz. 
 
A experiência de Thiago Luiz Freire Rodrigues, 22, do 8º semestre de Engenharia Civil, é na Pesquisa (Iniciação Científica), com bolsa vinculada à Pró-reitoria de Pesquisa, Pós-graduação e Inovação (PRPI). "Achei que seria uma nova experiência e isso foi muito bom, pois eu pude aprender, ter um contato maior com meu orientador e com isso eu já fui me interessando por um possível mestrado e doutorado na minha área. Impulsiona a gente começar a se interessar por assuntos que não tínhamos conhecimento ainda e a entender os processos e como funcionam", destacou. 
 
Em 2016, Thiago atuou na pesquisa “Aprimorando modelos estatísticos orientados a processos estocásticos”. E atualmente permanece na mesma área. "Meu trabalho foi pegar os dados de queima e perda de gás natural nas plataformas de prospecção de petróleo e modelar aos eventos extremos para a gente tentar prever quando teríamos uma queima e perda grande do gás. Assim, a gente conseguiria intervir para não gerar essa perca. Finalizamos esse processo de criação de dados e modelos depois de um ano de pesquisa e estamos escrevendo um artigo para ser publicado em revistas voltadas para a área. Para esse ano estamos trabalhando com modelos de séries temporais”.
 
Pedro Bruno Xavier Alcântara, 20, do 8º semestre de Agronomia, é bolsista do Programa de Educação Tutorial, vinculado à Pró-reitoria de Ensino (PROEN). Ele explica que a atuação no PET proporciona a oportunidade de colocar em prática o conhecimento adquirido em sala de aula. "Gera uma visão mais sólida para o futuro profissional, ajuda também a conhecer e perceber o comportamento de conceitos teóricos na prática, propicia uma vivencia do trabalho em equipe", enumera. 
 
No PET de Agronomia ele atua com pesquisas sobre diferentes culturas agronômicas; ciclo de aprendizado, com estudos sobre algum tema da área; atividades de construção de hortas nas comunidades e escolas do Cariri; entre outras relacionadas ao Ensino, Pesquisa, Extensão e Cultura. "O PET ajuda a vivenciar o meio no qual o aluno está se inserido em toda sua totalidade e complexidade", destaca. 
 

Bolsas

 
As atividades dos estudantes são desenvolvidas por meio de bolsas, vinculadas às Pró-reitorias. Na Pró-reitoria de Cultura (PROCULT), existem 16 programas, com 116 bolsistas. Além disso, há ações de cultura que podem ser propostas pela comunidade acadêmica na área de arte, esporte e línguas. Atualmente, são 30 ações de cultura, com 38 bolsas de arte, nove de esporte e cinco de línguas. 
 
Ligados à Pró-reitoria de Ensino (PROEN), tem o Programa de Educação Tutorial (PET), o Programa de Iniciação à Docência (PID), o Programa de Aprendizagem Cooperativa em Células Estudantis (PACCE) e o Programa de Integração de Ensino e Extensão (PEEX), em parceria com a PROEX. Por meio da PROEX, os estudantes podem atuar nas ações de extensão propostas pela própria comunidade acadêmica (ampla concorrência e protagonismo estudantil), no PEEX, em parceria com a PROEN, e nos Programas Institucionais de Extensão (PIEs).
 
Já na área de Pesquisa, as bolsas, vinculadas à PRPI, estão distribuídas nos seguintes programas: Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica (PIBIC), Programa Institucional de Bolsas de Iniciação em Desenvolvimento Tecnológico e Inovação (PIBITI) e pelo Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica para o Ensino Médio (PIBIC-EM). 
 
Todos os anos a UFCA organiza editais para selecionar propostas e bolsistas que possam atuar com ações nos quatro pilares. 
 
 

Auxílios

 
Além das bolsas voltadas para Ensino, Pesquisa, Extensão e Cultura, a UFCA disponibiliza auxílios e bolsas para que os estudantes possam se manter durante a graduação. Atualmente, os discentes podem requerer auxílios Moradia, Transporte, Creche, Financeiro a Eventos, Emergencial e Óculos. Há ainda a Bolsa de Iniciação Acadêmica. Todos esses são vinculados à Pró-reitoria de Assuntos Estudantis. 
 
A estudante Yara Meneses do curso de Jornalismo recebe auxílio moradia. Como a família é do município de Mauriti e ela teve de se deslocar para Juazeiro do Norte com o objetivo de cursar a graduação, o auxílio ajuda a suprir parte das despesas. "O auxílio moradia é uma forma de contribuir com que mais estudantes permaneçam na universidade".
 

Série Semana do Estudante: Nesta quarta-feira, saiba mais sobre as possibilidades de intercâmbio na UFCA. 

Lido 2575 vezes