Painel de Indicadores Estratégicos

Atualizado em 11/02/2020 às 15h52

O Painel de Indicadores Estratégicos é um modelo para monitoramento e avaliação focado em resultados que define um mecanismo de medição e avaliação do desempenho institucional no cumprimento da sua missão por meio da realização dos seus objetivos estratégicos. O Painel Estratégico da UFCA foi inicialmente definido e aprovado em maio de 2015 pela Equipe de Desenvolvimento do PEI. Durante a atividade, foram pré-selecionadas 45 propostas de indicadores considerados os mais significativos e apropriados para a tomada de decisões, bem como mais pertinentes para o momento atual de implantação da Universidade. A partir de uma análise posterior e mais detalhada de viabilidade e disponibilidade dos dados e informações necessárias para o cálculo dos indicadores, foram elaborados planos de trabalho para coleta de dados considerados disponíveis a curto prazo.

Indicadores Estratégicos

Atualmente o Painel de Indicadores Estratégicos da UFCA conta com 38 indicadores completamente definidos e documentados, agrupados de acordo com as perspectivas da metodologia BSC: Processos Internos, Pessoas e Tecnologias, Sociedade e Orçamento, e apresentados a seguir de acordo com os objetivos estratégicos aos quais estão mais diretamente relacionados:

Perspectiva: Sociedade

Objetivo Estratégico (OE-1): Contribuição para o Desenvolvimento Socioeconômico e Dinâmica Cultural

ÍNDICES DE DESEMPENHO ACADÊMICOS DA GRADUAÇÃO
MÉDIA (TAXA DE SUCESSO NA GRADUAÇÃO + TAXA DE OCUPAÇÃO – TAXA DE RETENÇÃO – TAXA DE EVASÃO) + 2 / 4
NÚMERO DE EGRESSOS DA PÓS-GRADUAÇÃO
SOMATÓRIO DOS ALUNOS EGRESSOS NA PÓS-GRADUAÇÃO – (MEDIR O INDICADOR CONSIDERANDO TODOS OS TIPOS DE PÓS-GRADUAÇÃO) 
PÚBLICO EXTERNO IMPACTADO PELAS AÇÕES DA UNIVERSIDADE
SOMATÓRIO DO PÚBLICO EXTERNO IMPACTADO DIRETA NAS AÇÕES EXECUTADAS DE ENSINO, PESQUISA, EXTENSÃO E CULTURA 
ÍNDICE DE PUBLICAÇÕES DA UNIVERSIDADE
SOMATÓRIO (PUBLICAÇÕES X FATOR DE IMPACTO ÍNDICE QUALIS) ** A DEFINIR

OBJETIVO ESTRATÉGICO (OE-2): FORMAÇÃO DE PESSOAS CAPAZES DE PARTICIPAR EM AÇÕES TRANSFORMADORAS DA SOCIEDADE

NÚMERO DE REGISTROS DE LICENCIAMENTOS E PATENTES
SOMATÓRIO DO NÚMERO DE REGISTROS DE LICENCIAMENTOS E PATENTES 
PROPORÇÃO DE ESTUDANTES TITULADOS NA UFCA QUE ATUAM EM ÁREAS CORRELACIONADAS COM A FORMAÇÃO SUPERIOR
(NÚMERO DE ESTUDANTES TITULADOS QUE ATUAM EM ÁREAS CORRELACIONADAS COM A FORMAÇÃO SUPERIOR / NÚMERO TOTAL DE ESTUDANTES TITULADOS NA UFCA) X 100 [** 2 ANOS] 

Perspectiva: Processos Internos – Atuação Articulada para a Sociedade

OBJETIVO ESTRATÉGICO (OE-3): INTENSIFICAR E INTEGRAR AS ATIVIDADES DE ENSINO, PESQUISA, EXTENSÃO E CULTURA

PROPORÇÃO DE ESTUDANTES QUE PARTICIPAM OFICIALMENTE DE PROJETOS
(Nº DE ALUNOS DE GRADUAÇÃO QUE PARTICIPAM DE PROJETOS DE ENSINO, PESQUISA, EXTENSÃO E CULTURA / TOTAL DE ALUNOS DA GRADUAÇÃO) X 100 
PROPORÇÃO DE ALUNOS COM BOLSAS DE PROGRAMAS ACADÊMICOS (PESQUISA, EXTENSÃO, CULTURA E ENSINO)
(NÚMERO DE ALUNOS COM BOLSAS DOS PROGRAMAS / NÚMERO DE ALUNOS DA GRADUAÇÃO) X 100 [** GERAL E POR CURSO] 

OBJETIVO ESTRATÉGICO (OE-4): ALINHAR, CONSOLIDAR E CRIAR CURSOS EM CONSONÂNCIA COM A ESTRATÉGIA

CAPACIDADE DE ATENDIMENTO DISCENTE
SOMATÓRIO DE (NÚMERO DE VAGAS X DURAÇÃO MÍNIMA DO CURSO) PARA TODOS OS CURSOS DE GRADUAÇÃO E PÓS-GRADUAÇÃO STRICTU SENSU 
MÉDIA DAS NOTAS DA CAPES
MÉDIA DA NOTA DE AVALIAÇÃO DA CAPES DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO STRICTU SENSU 
ÍNDICE GERAL DE CURSOS (IGC)
I = ΑG + {(1 – Α) Β ÷ 2} (M + 5) + {1 – Α)(1 – Β) ÷ 3} (D + 10)*CONSIDERAR O VALOR CONTÍNUO 
Perspectiva: Processos Internos – Eficiência

OBJETIVO ESTRATÉGICO (OE-5): PROMOVER METODOLOGIAS EDUCACIONAIS ADEQUADAS

NÚMERO MÉDIO DE ESTRATÉGIAS DIDÁTICAS DESCRITAS NOS PROJETOS DOS CURSOS
(SOMA DAS QUANTIDADES DE ESTRATÉGIAS DIDÁTICAS PREVISTAS NOS CURSOS DA UNIVERSIDADE / TOTAL DE CURSOS) 
TAXA DE EFICIÊNCIA ACADÊMICA
MÉDIA ARITMÉTICA DOS CRITÉRIOS:CRITÉRIO 1: IRA (POR CURSO – CONVERTIDO PARA 100%);
CRITÉRIO 2: TAXA DE APROVAÇÃO (TODAS AS DISCIPLINAS) 

 

OBJETIVO ESTRATÉGICO (OE-6): IMPLANTAR E INTEGRAR SISTEMAS DE INFORMAÇÃO CORPORATIVOS

TAXA DE IMPLEMENTAÇÃO DAS AÇÕES DO PDTI – INFORMAÇÃO/SISTEMAS
(NÚMERO DE AÇÕES DO PDTI IMPLEMENTADAS (INFORMAÇÃO/SISTEMAS) /NÚMERO DE AÇÕES DO PDTI PREVISTAS (INFORMAÇÃO/SISTEMAS)) X 100
ÍNDICE DE INFORMATIZAÇÃO / DESENVOLVIMENTO DE PROCESSOS
MÉDIA PONDERADA DOS CRITÉRIOS:– CRITÉRIO 1: (50%) SIST. ACADÊMICOS;– CRITÉRIO 2: (20%) SIST. GESTÃO DE PESSOAS;-CRITÉRIO 3: (30%) SIST. ADMINISTRATIVOS;
– CRITÉRIO A: (50%) SISTEMA ACADÊMICO (GRADUAÇÃO, PÓS-GRADUAÇÃO, BIBLIOTECA, EDUCAÇÃO À DISTÂNCIA, EVENTOS, AÇÕES ACADÊMICAS, EXTENSÃO, PESQUISA, AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL, PRODUÇÃO ACADÊMICA, OUTROS).
– CRITÉRIO B: (20%) SISTEMA DE GESTÃO DE PESSOAS (CADASTRO, FÉRIAS, AVALIAÇÃO, CONCURSOS, FREQUÊNCIA, OUTROS).
– CRITÉRIO C: (30%) SISTEMA ADMINISTRATIVO (PROTOCOLO, ALMOXARIFADO, PATRIMÔNIO, OUVIDORIA, ORÇAMENTO, CONTRATOS, COMPRAS, OUTROS).
Perspectiva: Processos Internos – Relacionamento Institucional

OBJETIVO ESTRATÉGICO (OE-7): INTEGRAR A UNIVERSIDADE COM A COMUNIDADE E PROMOVER A INTERNACIONALIZAÇÃO

NÚMERO DE INSTRUMENTOS DE PARCERIA ESTABELECIDOS
 NÚMERO ABSOLUTO DE INSTRUMENTOS DE PARCERIA ESTABELECIDOS  

 

OBJETIVO ESTRATÉGICO (OE-8): AMPLIAR E APERFEIÇOAR OS CANAIS DE COMUNICAÇÃO INTERNA E EXTERNA

ÍNDICE DE ESTRUTURAÇÃO DA COMUNICAÇÃO
MÉDIA ARITMÉTICA DAS NOTAS ATRIBUÍDAS À ESTRUTURA DE COMUNICAÇÃO EXISTENTE NA UFCA PARA OS CRITÉRIOS ABAIXO:– CRITÉRIO 1 – ORÇAMENTO ESPECÍFICO PARA A COMUNICAÇÃO;– CRITÉRIO 2 – PESSOAL COM FORMAÇÃO EM COMUNICAÇÃO SOCIAL;– CRITÉRIO 3 – EQUIPAMENTOS E SOFTWARES ESPECÍFICOS PARA COMUNICAÇÃO;– CRITÉRIO 4 – POLÍTICA / PLANO DE COMUNICAÇÃO;– CRITÉRIO 5 – MENSURAÇÃO DAS INSERÇÕES DA UFCA NA MÍDIA.FAIXA DE AVALIAÇÃO:– NOTA 0 – NÃO EXISTE;– NOTA 1 – EXISTE, MAS COM RECURSOS (PESSOAS, EQUIPAMENTOS, MATÉRIA PRIMA, ETC.) INSUFICIENTES;– NOTA 3 – EXISTE, COM OS RECURSOS (PESSOAS, EQUIPAMENTOS, MATÉRIA PRIMA, ETC.) ADEQUADOS.  
ÍNDICE DE INICIATIVAS DE COMUNICAÇÃO
PONTUAÇÃO DOS CRITÉRIOS: 1-NOTÍCIAS PORTAL; 2-INSERÇÕES REDES SOCIAIS; 3-CAMPANHAS; 4-JORNAIS; 5-EVENTOS ACOMP.; 6-EVENTOS REAL.; 7-PEÇAS CRIADAS; 8-PEÇAS ANALISADAS.PONTUAÇÃO OBTIDA ATRAVÉS DOS SEGUINTES CRITÉRIOS:– CRITÉRIO 1 – NÚMERO DE NOTÍCIAS PRODUZIDAS E VEICULADAS NO SITE – CRITÉRIO 2 – NÚMERO DE INSERÇÕES EM REDES SOCIAIS– CRITÉRIO 3 – NÚMERO DE CAMPANHAS DE COMUNICAÇÃO– CRITÉRIO 4 – NÚMERO DE JORNAIS PRODUZIDOS-CRITÉRIO 5 – NÚMERO DE EVENTOS ACOMPANHADOS-CRITÉRIO 6 – NÚMERO DE EVENTOS REALIZADOS INTERNAMENTE -CRITÉRIO 7 – NÚMERO DE PEÇAS CRIADAS-CRITÉRIO 8 – NÚMERO DE PEÇAS ANALISADAS 
Perspectiva: Gestão e Inovação

OBJETIVO ESTRATÉGICO (OE-10): PROMOVER A OTIMIZAÇÃO DOS PROCESSOS DE TRABALHO

ÍNDICE DE GESTÃO DOS PROCESSOS DE TRABALHO
 MÉDIA ARITMÉTICA DAS NOTAS ATRIBUÍDAS AOS SEGUINTES CRITÉRIOS: – CRITÉRIO 1: ESTRUTURAÇÃO ADMINISTRATIVA DO SETOR, FAIXA DE AVALIAÇÃO
– CRITÉRIO 2: ATENDIMENTO, COMUNICAÇÃO E TRANSPARÊNCIA– CRITÉRIO  3: INSTRUMENTOS DE PLANEJAMENTO, FAIXA DE AVALIAÇÃO:– CRITÉRIO 4: INDICADORES, METAS E PROJETOS (ESTRATÉGICOS E GERENCIAIS/SETORIAIS) – CRITÉRIO 5: DESCRIÇÃO DE PROCESSOS E DEFINIÇÃO DE FLUXOS, FAIXA DE AVALIAÇÃO:> NOTA 0: NÃO TEM PROCESSOS DESCRITOS, NEM FLUXOS DEFINIDOS.> NOTA 1: TEM PROCESSOS DESCRITOS E NÃO TEM FLUXOS DEFINIDOS.> NOTA 2: TEM 1 PROCESSO DESCRITO E FLUXO DEFINIDO.> NOTA 3: TEM 2 OU MAIS PROCESSOS DESCRITOS E SEUS FLUXOS DEFINIDOS. 

 

OBJETIVO ESTRATÉGICO (OE-11): INTEGRAR AS AÇÕES DA GESTÃO ESTRATÉGICA

TAXA DE UNIDADES COM PLANOS SETORIAIS ALINHADOS À ESTRATÉGIA
(NÚMERO DE SETORES E UNIDADES ACADÊMICAS COM PLANOS SETORIAIS ALINHADOS À ESTRATÉGIA / NÚMERO TOTAL DE SETORES E UNIDADES ACADÊMICAS) X 100 
TAXA DE EXECUÇÃO DE PROJETOS ESTRATÉGICOS
(NÚMERO DE ENTREGAS DE PROJETOS ESTRATÉGICOS CONCLUÍDAS / TOTAL DE ENTREGAS DE PROJETOS ESTRATÉGICOS PLANEJADAS) X 100 
Perspectiva: Pessoas e Tecnologia

OBJETIVO ESTRATÉGICO (OE-12): ADEQUAR O QUADRO DE PESSOAL

IQCD (ÍNDICE DE QUALIFICAÇÃO DO CORPO DOCENTE)
 (5D+3M+2E+G / D+M+E+G ), ONDE:– D = Nº DE PROFESSORES COM DOUTORADO;– M = Nº DE PROFESSORES COM MESTRADO;– E = Nº DE PROFESSORES COM ESPECIALIZAÇÃO;– G = Nº DE PROFESSORES APENAS GRADUADOS. 
IQCTA (ÍNDICE DE QUALIFICAÇÃO DO CORPO TÉCNICO-ADMINISTRATIVO)
 (5D+3M+2E+1G+0,75EM+0,5EF/D+M+G+EM+EF), ONDE:– D  = Nº DE TÉCNICO-ADMINISTRATIVOS COM DOUTORADO;– M = Nº DE TÉCNICO-ADMINISTRATIVOS COM MESTRADO;– E = Nº DE TÉCNICO-ADMINISTRATIVOS COM ESPECIALIZAÇÃO;– G = Nº DE TÉCNICO-ADMINISTRATIVOS APENAS GRADUADOS;– EM = Nº DE TÉCNICO-ADMINISTRATIVOS APENAS COM ENSINO MÉDIO;– EF = Nº DE TÉCNICO-ADMINISTRATIVOS APENAS COM ENSINO FUNDAMENTAL; 
TAXA DE ADEQUAÇÃO DE PESSOAL DA ÁREA ADMINISTRATIVA
(TOTAL DOS PERCENTUAIS ALCANÇADOS EM CADA ÁREA ADMINISTRATIVA /TOTAL DE ÁREAS ADMINISTRATIVAS)X100 
ÍNDICE DE CARGA HORÁRIA POR UNIDADE CURRICULAR
(NÚMERO DE UNIDADES CURRICULARES COM PROFESSORES COM CARGA HORÁRIA ADEQUADA / NÚMERO TOTAL DE UNIDADES CURRICULARES) X 100 
DESVIO PADRÃO DA CARGA HORÁRIA POR PROFESSOR
DESVIO PADRÃO DA RAZÃO ENTRE A CARGA HORÁRIA EFETIVAMENTE CUMPRIDA EM SALA DE AULA PELO DOCENTE E A CARGA HORÁRIA MÍNIMA QUE DEVE SER CUMPRIDA PELO DOCENTE DE ACORDO COM RESOLUÇÃO DE CARGA HORÁRIA 

 

OBJETIVO ESTRATÉGICO (OE-13): CAPACITAR POR COMPETÊNCIAS, COM FOCO EM RESULTADOS INSTITUCIONAIS

ÍNDICE DE REALIZAÇÃO DO PLANO ANUAL DE CAPACITAÇÃO
(VOLUME DE CAPACITAÇÕES REALIZADAS / VOLUME DE CAPACITAÇÕES PROPOSTAS) X 100 
ÍNDICE DE ADEQUAÇÃO DE COMPETÊNCIAS
(NÚMERO DE SERVIDORES NAS COMPETÊNCIAS ADEQUADAS / TOTAL DE SERVIDORES) X 100 

 

OBJETIVO ESTRATÉGICO (OE-14): ATRAIR, VALORIZAR E ESTIMULAR A PERMANÊNCIA DE PESSOAS

ÍNDICE DE ROTATIVIDADE DE SERVIDORES
{ [ (INGRESSOS + DESLIGAMENTOS) /2 ] / (EFETIVO MÉDIO DO PERÍODO) } * 100SENDO, EFETIVO MÉDIO DO PERÍODO = (EFETIVO NO INÍCIO DO PERÍODO + EFETIVO NO FINAL) / 2 
ÍNDICE DE CLIMA ORGANIZACIONAL
PESQUISA DE CLIMA ORGANIZACIONAL** INCLUIR, ESPECIFICAMENTE, A AVALIAÇÃO DE PERCEPÇÃO SOBRE GESTÃO PARTICIPATIVA 

 

OBJETIVO ESTRATÉGICO (OE-15): REDIMENSIONAR E AMPLIAR A INFRAESTRUTURA FÍSICA E TECNOLÓGICA, COM FOCO NA SUSTENTABILIDADE

TAXA DE ADEQUAÇÃO DA INFRAESTRUTURA FÍSICA
MEDIA ARITMÉTICA DOS PERCENTUAIS ATRIBUÍDOS PARA OS SEGUINTES CRITÉRIOS:CRITÉRIO 1: % LOCAIS COM ACESSIBILIDADE (avaliação por norma da ABNT);CRITÉRIO 2: % LOCAIS COM SUSTENTABILIDADE (Projetos Estruturados);CRITÉRIO 3: % LOCAIS COM SEGURANÇA CONTRA SINISTROS (CPPAT-avaliação por norma da ABNT);CRITÉRIO 4:% LOCAIS COM MOBILIÁRIO ADEQUADO (avaliação pela ABNT, pesquisa de satisfação);CRITÉRIO 5: % LOCAIS COM ESPAÇO FÍSICO ADEQUADO (avaliação pela ABNT, critérios INEP e pesquisa de satisfação); CRITÉRIO 6: LOCAIS COM INSTALAÇÕES DE REFRIGERAÇÃO, ELÉTRICAS E LÓGICAS E ADEQUADAS (avaliação pela ABNT). 
TAXA DE ESTRUTURA FÍSICA IMPLEMENTADA DA UFCA
PERCENTUAL= (Total de demandas executadas no período/Total de demandas planejadas no período)x100 
TAXA DE IMPLEMENTAÇÃO DAS AÇÕES DO PDTI – INFRAESTRUTURA/SERVIÇOS
(NÚMERO DE AÇÕES DO PDTI IMPLEMENTADAS (INFRAESTRUTURA/SERVIÇOS) / NÚMERO DE AÇÕES DO PDTI PREVISTAS (INFRAESTRUTURA/SERVIÇOS)) X 100 
ÍNDICE DA INFRAESTRUTURA TECNOLÓGICA
MÉDIA PONDERADA DOS CRITÉRIOS;– CRITÉRIO 1: (10%) PORCENTAGEM DOS COMPUTADORES MODERNIZADOS (IGUAL OU INFERIOR A 3 ANOS)– CRITÉRIO 2: (10%) PORCENTAGEM DOS SETORES ATENDIDOS POR IMPRESSORA EM REDE (DISTÂNCIA MÁXIMA PARA O USÁRIO DE 30M)– CRITÉRIO 3: (15%) PORCENTAGEM DE ÁREA COBERTA POR INTERNET SEM FIO– CRITÉRIO 4: (15%) RELAÇÃO ENTRE O NÚMERO DE COMPUTADORES E O NÚMERO DE SERVIDORES (DOCENTES E TÉCNICOS ADMNISTRATIVOS)– CRITÉRIO 5: (10%) PERCENTUAL DE SETORES COM A QUANTIDADE DE TELEFONES ADEQUADA– CRITÉRIO 6: (10%) TAXA DE CONEXÃO DE INTERNET / USUÁRIO– CRITÉRIO 7: (10%) PERCENTUAL DE SALAS DE AULA COM SISTEMA DE MULTIMIDIA– CRITÉRIO 8: (10%) PERCENTUAL DE CAMPI COM SALA DE VIDEO CONFERÊNCIA– CRITÉRIO 9: (10%) PERCENTUAL DE LABORATÓRIOS DIDÁTICOS COM COMPUTADORES ADEQUADOS 
Perspectiva: Orçamento

OBJETIVO ESTRATÉGICO (OE-16): BUSCAR E GERIR ADEQUADAMENTE OS RECURSOS NECESSÁRIOS PARA IMPLANTAÇÃO DA ESTRATÉGIA E EXPANSÃO DA UFCA

VARIAÇÃO DO VOLUME ORÇAMENTÁRIO
[(VOLUME ORÇAMENTÁRIO DO ANO ATUAL – VOLUME ORÇAMENTÁRIO DO ANO ANTERIOR) / VOLUME ORÇAMENTÁRIO DO ANO ANTERIOR] X 100
TAXA DE EXECUÇÃO ORÇAMENTÁRIA
(VOLUME DE RECURSOS ORÇAMENTÁRIOS EXECUTADOS / VOLUME TOTAL DE RECURSOS ORÇAMENTÁRIOS) X 100 
TAXA DE RECURSOS ADICIONAIS
VOLUME DE RECURSOS CAPTADOS DE FORMA ADICIONAL – PROJETOS /  TOTAL  DO ORÇAMENTO APROVADO DA ENTIDADE + VALOR DOS RECURSOS CAPTADOS DE FORMA ADICIONAL X 100 

Metas Estratégicas

As metas são desenvolvidas a partir de uma linha de base existente, ou seja, um histórico com informações de desempenho dos anos anteriores. Para garantir o gerenciamento do indicador e o alcance do objetivo, são definidas metas que comunicam o nível de desempenho pretendido (valor) para um determinado período de tempo. Uma meta estratégica pressupõe comunicar um desafio futuro que promova um salto no desempenho de um indicador. Ou seja, as metas estratégicas não podem se limitar a representar no futuro, uma projeção incremental do desempenho histórico. No caso da UFCA, o Painel de Indicadores e Metas Estratégicas as metas foi estabelecido da seguinte forma:

Ajude-nos a melhorar esta página

Você sugere alguma correção ou melhoria?

Unidade responsável por esta página: Pró-Reitoria de Planejamento e Orçamento.