Início do Conteúdo

I Seminário de Escrita da Língua de Sinais do Cariri começou nesta quinta-feira, 7

Quinta, 07 Junho 2018 22:57
I Seminário de Escrita da Língua de Sinais do Cariri começou nesta quinta-feira, 7 Lícia Maia

Teve início, na noite desta quinta-feira (7), no auditório do Instituto Federal de Educação (IFCE) – Campus Juazeiro do Norte, o I Seminário de Escrita da Língua de Sinais do Cariri (SELSC), promovido pelo colegiado do futuro curso de Letras-Libras da Universidade Federal do Cariri (UFCA). Com uma mesa quase toda composta por pessoas com deficiência auditiva, as falas de abertura frisaram a importância da realização de um evento voltado para a escrita da língua de sinais, pouco conhecida até mesmo pelas pessoas surdas.

Todos os convidados se expressaram em libras – a Língua Brasileira de Sinais –, traduzidos em tempo real para o português por intérpretes. Na abertura, também  foi executado o Hino Nacional Brasileiro em Libras, que encontra-se disponível na internet

Na sua fala, o professor Mardônio Oliveira, coordenador do curso de Letras-Libras da UFCA, ressaltou o pioneirismo do encontro no interior do Ceará. Já o professor de libras no IFCE Campus Juazeiro do Norte, Adriano Rodrigues, destacou a preocupação com a empregabilidade de pessoas com necessidades especiais e com a difusão da língua de sinais. Também participaram da mesa de abertura o professor do curso de Letras-Libras da Universidade Federal do Ceará (UFC), Rundesth Saboia Nobre, a intérprete de libras Soraya Mendes de Oliveira – única ouvinte da mesa – e o professor de libras da UFCA, João Batista Filho.

Foi de João a principal fala da noite. Na sua palestra “Escrita de Sinais – a carência da escrita no Cariri”, o professor lembrou que nem sempre o português foi a língua hegemônica no Brasil e que a língua de sinais pode se fortalecer a ponto de influenciar os espaços ouvintes. Ele citou exemplos de locais públicos no Brasil que já utilizam a linguagem de sinais escrita para promover inclusão de surdos (como a Trilha Parque Ecológico do Córrego Grande, em Florianópolis) e salientou a importância de registros escritos em libras, para que haja maior segurança dos registros feitos por e para surdos, evitando a dependência de aparatos audiovisuais.


Programação

Para esta sexta-feira (8), a partir das 8h, estão previstos uma palestra sobre estratégias para disseminação da escrita de sinais, uma mesa redonda sobre o seu reconhecimento, além de oficinas com noções básicas e avançadas de escrita de sinais.

Para participar do evento e das oficinas, os interessados podem se inscrever pelo formulário eletrônico


Serviço

I Seminário de Escrita da Língua de Sinais do Cariri (SELSC)

Local: Auditório do IFCE, Campus Juazeiro do Norte – Rua Plácido Aderaldo Castelo, 1646

Data: 8 de junho de 2018

Horário: 8h

 

Confira a galeria de imagens.

Seminário de Escrita da Língua de Sinais do Cariri -SELSC

Lido 214 vezes