Início do Conteúdo

Reflexões sobre momento atual da educação marcam primeiro dia de colação

Quinta, 10 Agosto 2017 20:42
Ao todo, 33 estudantes colaram grau no primeiro dia  Ao todo, 33 estudantes colaram grau no primeiro dia Emanoella Callou
Os 33 concludentes dos cursos de Agronomia, Jornalismo, Filosofia (bacharelado e licenciatura), Música e Design de Produto, do semestre 2017.1, da Universidade Federal do Cariri (UFCA), colaram grau na noite desta quinta-feira, 10. A cerimônia, realizada pela primeira vez no novo auditório do campus Juazeiro do Norte, contou com discurso do reitor pro Tempore, professor Ricardo Ness, em que foram feitas reflexões acerca do momento atual da educação no País.
 
O reitor recomendou aos presentes a leitura de um texto antigo - "O manifesto dos pioneiros da Educação Nova" - de 1932, assinado, na época, por 26 intelectuais e educadores brasileiros, entre eles, Afrânio Peixoto, Lourenço Filho e Anísio Teixeira. Destacou, entre tantas reflexões, o início do texto: "Na hierarquia dos problemas nacionais, nenhum sobreleva em importância e gravidade ao da educação. Nem mesmo os de caráter econômico lhe podem disputar a primazia nos planos de reconstrução nacional". E também o trecho que fala sobre a função da educação como "essencialmente pública". "Ensinamentos de 85 anos atrás, mas atualíssimos", ressaltou.
 
Frente às dificuldades enfrentadas no cenário atual, de ameaças ao funcionamento e expansão das universidades públicas, Ricardo Ness orientou os estudantes, agora como profissionais, a não desanimarem e assumirem compromisso com a construção de um país melhor. "Assumam, então, fortes e conscientes, mais ainda diante da vergonhosa crise moral da mais alta ordem pela qual passam as instituições do nosso amado Brasil, com o trabalho de vocês, um compromisso com a construção de um país melhor para o seu povo: um país socialmente mais digno, honrado e justo".
 
Ainda convidou os estudantes a sempre voltarem à UFCA, quando necessário ou quando a saudade apertar. "Aqueles que agora partem, levem sempre a UFCA com vocês por onde andarem e relatem com orgulho onde estudaram e a história da qual fizeram parte. Com vocês, somamos hoje 1.507 formados pelo antigo campus (Universidade Federal do Ceará) e pela UFCA", frisou. 
 
A professora do curso de Jornalismo, Juliana Lotif, oradora docente, também lembrou o momento de incerteza política e econômica pelo qual passa o país, ressaltando o ato de resistência de cada um que agora termina a graduação e inicia a vida profissional. "Em tempos de golpe, em momentos de incerteza política e econômica, numa época de retrocesso como a que vivemos hoje, terminar a graduação e iniciar a vida profissional deve ser, antes de tudo, um ato de resistência, de luta e de trabalho para transformar nossa realidade. Mas também é um ato de amor, de valorização de saberes, de compartilhamento...", disse. 
 

Trajetória acadêmica

 
Relembrou a trajetória que cada estudante percorreu para chegar até a noite da colação de grau, em meio a provas, trabalhos, mas também destacou as amizades e os relacionamentos construídos no ambiente universitário. Citou que, para os professores, é uma alegria observar o crescimento de cada um. "Nos renovamos, nos reciclamos, nos emocionamos e levamos um pouco de cada um para a nossa vida profissional e muitas vezes para a nossa vida pessoal também. Obrigada por tornarem nosso ofício tão rico e prazeroso", finalizou. 
 
Representando os estudantes, o orador discente, Ronuery Rodrigues, do curso de Jornalismo, também lembrou da trajetória acadêmica, como um momento "fecundo, de transformação, de formação profissional e cidadã". "É justo que nos sintamos privilegiados por ter ocupado esses lugares. E é justo, também, que sintamos a responsabilidade de dar uma resposta positiva à sociedade, no sentido de diminuir as desigualdades que nos cercam. Se chegamos até aqui, foi porque acreditamos em nossa capacidade e no ensino público - direito de todos", ressaltou. E completou, ao lembrar do momento político atual: "Não aceitamos o que está acontecendo no nosso País". 
 
O estudante também agradeceu a todos aqueles que contribuíram para que pudessem chegar ao fim de mais uma etapa de vida. "Gratidão aos nossos pais e familiares, que nos valeram em cada necessidade; gratidão à Universidade, que sempre oportunizou – e oportuniza – as múltiplas formas de pensamentos; gratidão aos nossos amigos, que nos impulsionaram em nossos sonhos e nos ampararam nas dificuldades. Gratidão, por fim, aos nossos professores, por todo conhecimento partilhado. A todos vocês, o nosso mais vivo afeto e agradecimento", disse. 

 

Colação de grau

 
Na sexta, dia 11, recebem grau 40 estudantes do Centro de Ciências Sociais Aplicadas (CCSA) - Administração, Administração Pública e Biblioteconomia - e do Centro de Ciência e Tecnologia (CCT) - Engenharia Civil e Engenharia de Materiais. O Cerimonial e Apoio a Eventos (Ceape) da UFCA preparou material para tirar todas as dúvidas sobre a cerimônia, incluindo trajes e recomendações. Veja aqui.
Lido 1310 vezes