Início do Conteúdo

Ouvidoria registra 225 manifestações entre setembro e fevereiro; demandas podem ser enviadas via e-OUV

Segunda, 17 Abril 2017 16:27
A Ouvidoria Geral da Universidade Federal do Cariri (UFCA), responsável por intermediar as relações entre os membros da comunidade acadêmica, instituição e o público externo, recebeu, entre os meses de setembro de 2016 a fevereiro de 2017, 225 manifestações. Do total, foram 49 reclamações, 40 solicitações, 25 denúncias, sete elogios e três sugestões. As outras 101 demandas restantes tratavam de pedidos de informações que, de acordo com a estrutura administrativa, eram atendidos pela Divisão de Informação, Atendimento e Protocolo (DIAP), na época. 
 
Das 124 manifestações recebidas pela Ouvidoria, 112 foram respondidas e outras 12 aguardam  retorno dos setores competentes, dentro do prazo da Lei de Acesso à Informação (Lei nº 12.527/2011). 
 
A Ouvidoria da UFCA recebe sugestões, elogios, solicitações, reclamações e denúncias dos cidadãos por meio do Sistema de Ouvidorias do Poder Executivo Federal (e-OUV). Implantado na Universidade desde dezembro de 2014, o Sistema de Ouvidorias do Poder Executivo Federal foi desenvolvido pela Controladoria-Geral da União (CGU), a fim de receber e tratar as manifestações dos cidadãos. O canal é utilizado por 53 ouvidorias, localizadas nas diferentes regiões brasileiras, que podem encaminhar solicitações entre si de maneira colaborativa.
 
O e-OUV atua no diálogo entre o cidadão e os órgãos públicos, de modo que as manifestações realizadas pela população auxiliem na melhoria dos serviços prestados. A partir das informações recebidas, as ouvidorias podem propor mudanças, assim como apontar situações irregulares no órgão ou entidade.
 
Funcionamento do e-OUV
O sistema divide-se em cinco seções disponíveis para manifestação. Ao acessar o canal, o cidadão poderá escolher o que deseja fazer: sugestão (proposição de ideia ou formulação de proposta de aprimoramento de políticas e serviços prestados), elogio (demonstração ou reconhecimento ou satisfação sobre o serviço oferecido ou atendimento recebido), solicitação (requerimento de adoção de providência por parte da Administração), reclamação (demonstração de insatisfação relativa ao serviço público) e denúncia (comunicação de prática de ato ilícito).
 
Qualquer cidadão pode encaminhar manifestações por meio do canal sem necessitar de identificação. Caso queira acompanhar o histórico e o andamento de sua solicitação, poderá cadastrar-se.
 
Para manifestar-se, acesse o E-OUV.

 

Transparência

 
Recentemente a Ouvidoria Geral da UFCA incorporou ao satendimento o Sistema Eletrônico do Serviço de Informação ao Cidadão (e-SIC), desenvolvido pela Controladoria-Geral da União (CGU). Anteriormente esse sistema era gerenciado pela Divisão de Informação, Atendimento e Protocolo (DIAP). A finalidade é permitir que qualquer pessoa, física ou jurídica, encaminhe pedidos de acesso à informação de caráter público, acompanhe prazos e receba a resposta da solicitação realizada para órgãos e entidades do Executivo Federal. 
 
Para acessar o e-SIC, clique aqui
 
 

Ouvidoria UFCA

 
A Ouvidoria da Universidade Federal do Cariri, criada em 2013, é um canal de comunicação e mediação, atuando à disposição dos cidadãos para as suas manifestações quanto à qualidade dos serviços públicos prestados e à defesa dos seus direitos. O principal papel é garantir o livre exercício da cidadania, com o efetivo respeito pela sociedade e agentes públicos. Permite também à comunidade acadêmica ter suas demandas apresentadas e adequadamente tratadas pela instituição, além de respondidas dentro de prazo preestabelecido.
 
O órgão cumpre o papel da Administração Pública de assegurar o princípio constitucional de igualdade dos cidadãos perante a lei e às instituições públicas. Nesse contexto, sua atuação atende ao art. 37, parágrafo 3º, da Constituição Federal de 1988, que determina ao Poder Executivo instituir e manter serviços de atendimento às reclamações e sugestões dos cidadãos, especialmente em relação aos serviços públicos, e garantir espaços, mecanismos e instrumentos de participação e controle sobre a atuação e serviços ofertados à população.
 
Lido 474 vezes