Início do Conteúdo

Sexta, 22 Setembro 2017 20:53

Nota de esclarecimento sobre bolsas FUNCAP

Escrito por
A Pró-reitoria de Pesquisa, Pós-graduação e Inovação (PRPI) comunica que o atraso no pagamento de 22 bolsas do Programa Institucional de Iniciação Científica e Tecnológica (PIICT) da Universidade Federal do Cariri (UFCA) ocorre pela não confirmação, até o presente momento, da nova quota de bolsas da Fundação Cearense de Apoio ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico (FUNCAP). Diante disso, a PRPI esclarece o seguinte: Em 13 de abril de 2017, iniciaram-se as inscrições no Edital Unificado n° 01/2017/UFCA – Chamada PIICT, com o objetivo de selecionar projetos de iniciação científica ou tecnológica a serem contemplados com bolsas para estudantes de graduação da UFCA e de escolas públicas de Ensino Médio. Os projetos melhores colocados foram contemplados com bolsas do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), da FUNCAP e da UFCA, segundo ordem de classificação e disponibilidade de cada órgão financiador. Contudo, conforme informado em edital, as bolsas da FUNCAP estavam sujeitas à confirmação da referida agência de fomento. No total, eram previstas 39 bolsas CNPq, 22 bolsas FUNCAP (quota baseada na oferta dos editais de 2016) e 75 bolsas UFCA. Os projetos aprovados no PIICT iniciaram suas atividades em agosto de 2017. Contudo, até o presente momento, a FUNCAP não emitiu decisão sobre o lançamento de edital para uma nova quota, o que tem atingido todas as Instituições de Ensino Superior do estado do Ceará. Tendo em vista a importância desses projetos para a universidade, a PRPI informa que os 22 bolsistas que seriam contemplados com bolsas FUNCAP passarão a receber bolsas pela UFCA, o que resultará no incremento do número total de bolsas UFCA para 97. Para que isso seja possível, todavia, fez-se necessário o contingenciamento parcial de recursos desta Pró-reitoria destinados a passagens e diárias. É importante ressaltar que este problema tem afetado outras Instituições de Ensino Superior do estado do Ceará, mas que, em função da disponibilidade de recursos, as consequências não foram ainda mais drásticas na UFCA. Por fim, reiteramos o empenho da UFCA em manter um dos programas essenciais para a consolidação da pesquisa e da pós-graduação na instituição. 22 de setembro de 2017 PRÓ-REITORIA DE PESQUISA, PÓS-GRADUAÇÃO E INOVAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO CARIRI
A Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) divulgou, nesta quarta-feira (20), os resultados da avaliação dos programas de pós-graduação stricto sensu em funcionamento no Sistema Nacional de Pós-Graduação (SNPG). Os quatro Programas de Pós-graduação stricto sensu em funcionamento na Universidade Federal de Cariri (UFCA) – Programa de Pós-graduação em Desenvolvimento Regional Sustentável (PRODER), Programa de Pós-graduação em Biblioteconomia (PPGB), Programa Multicêntrico em Bioquímica e Biologia Molecular (PMBqBM) e Programa Profissional em Matemática em Rede Nacional (ProfMat) – foram avaliados e ficaram entre os conceitos 3 e 5, numa escala de 1 a 7. O PRODER, mestrado acadêmico de responsabilidade da UFCA, manteve o conceito 3 atribuído nas avaliações de períodos anteriores, permanecendo entre os 53 programas nacionais que obtiveram nota 3 na área de Ciências Ambientais, de um total de 112 cursos. O PRODER é atualmente coordenado pelo professor Francisco Roberto Azevedo. Já o PPGB, mestrado profissional também de responsabilidade da UFCA, manteve a nota inicial de aprovação do Programa (conceito 3), pelo fato de ser um programa aberto recentemente, que ainda não formou turma e que participou pela primeira vez da avaliação, condições que inviabilizaram a análise de todos os quesitos. O PPGB, atualmente coordenado pelo professor Jonnathas Carvalho, ficou entre os 28 programas nacionais que obtiveram a nota 3 na área de Comunicação e Informação, de um total de 76 cursos. Outros dois programas que funcionam na UFCA e são de âmbito nacional também foram avaliados. O Programa Multicêntrico em Bioquímica e Biologia Molecular (PMBqBN), coordenado nacionalmente pela Sociedade Brasileira de Bioquímica e Biologia Molecular e, regionalmente, pelo professor Heberty di Tarso Facundo, ficou com nota 4. Já o Programa Profissional em Matemática em Rede Nacional (ProfMat), coordenado nacionalmente pela Sociedade Brasileira de Matemática e, regionalmente, pela professora Silvana Alcântara, ficou com conceito 5. Ambos os mestrados, por se tratarem de Programas em rede, tiveram suas notas atreladas às respectivas Sociedades responsáveis. A Pró-reitoria de Pesquisa, Pós-graduação e Inovação (PRPI) reconhece os conceitos obtidos como fruto do trabalho conjunto e dos esforços científicos que engrandecem o mundo acadêmico e o meio social, na direção de um mundo mais harmonioso e sustentável. A PRPI enfatiza ainda que o fomento à pós-graduação, através do envio de propostas de cursos novos, assim como o acompanhamento dos cursos existentes, faz parte do Plano Diretor de Pesquisa e Pós-graduação constante no Plano de Desenvolvimento Institucional da UFCA para o período 2016-2020. Sobre a avaliação Os números são referentes à avaliação quadrienal 2017, relativa ao período 2013/2016. A avaliação tem como objetivo perceber o avanço da pós-graduação no Brasil e também de apontar necessidades de correção para instituições e programas. A primeira fase da avaliação foi feita de 03 de julho a 11 de agosto de 2017, através do trabalho das comissões de especialistas, distribuídas em 49 áreas de avaliação. Foram analisados programas com, pelo menos, um ano de funcionamento. As comissões utilizam como base para a avaliação as informações fornecidas de forma contínua pelos programas durante o período avaliado, por meio da Plataforma Sucupira. Os critérios de avaliação consideram cinco quesitos: proposta do programa, corpo docente, corpo discente, produção intelectual e inserção social. O país conta atualmente com 11% dos programas com desempenho equivalente a padrões internacionais de excelência, com notas 6 e 7, totalizando 465 programas de pós-graduação. Um percentual de 18% do SNPG atingiu nota 5, alcançando nível de excelência nacional. As notas 4 e 5 significam um desempenho entre bom e muito bom. Aos cursos que apresentam padrões mínimos de qualidade, com desempenho médio, é atribuída nota 3. Os resultados de todos os Programas avaliados, assim como outras informações relacionadas, poderão ser obtidos através do link: http://avaliacaoquadrienal.capes.gov.br/. (Com informações da CAPES)  
O Programa de Pós-graduação em Bioquímica e Biologia da Universidade Federal do Cariri (PMBqBM - UFCA) realiza quarta-feira, 27 de setembro, a palestra Dietas, Metabolismo e Envelhecimento, com a professora Alicia Juliana Kowaltowski, da Universidade de São Paulo ( USP). O evento, aberto ao público, ocorre no auditório da Faculdade de Medicina da UFCA, no campus Barbalha, às 16h. Alicia Kowaltowski é professora titular do departamento de Bioquímica da Universidade de São Paulo (USP) e atua nas áreas bioenergética, transporte e estado redox mitocondriais. Mais informações pelo e-mail \n O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.  
A Ouvidoria da Universidade Federal do Cariri (UFCA) torna pública a lista de inscritos no Curso de Introdução ao Teatro do Oprimido, a ser realizado de 27 a 29 de setembro, sempre de 14h às 18h, no campus Juazeiro do Norte, na sala 89 (miniauditório da UFCA). No total, 93 pessoas se inscreveram para uma oferta de 30 vagas. Os inscritos fora das vagas ficarão em cadastro de reserva para composição de novas turmas ou para assumir vagas em casos de desistências na turma atual. O curso terá certificação de 20 horas. Sobre o curso O Curso de Introdução ao Teatro do Oprimido é resultado de um plano de trabalho firmado entre a Ouvidoria da UFCA e o Centro de Artes Reitora Maria Violeta Arraes de Alencar Gervaiseau da Universidade Regional do Cariri (URCA), através do grupo de pesquisa Teatro do Oprimido no Cariri (TOCA). As aulas apresentarão os princípios do método criado pelo teatrólogo brasileiro Augusto Boal, através da experimentação prática de exercícios e jogos que compõem o arsenal do Teatro do Oprimido, um método lúdico-artístico-pedagógico que procura a conscientização da realidade, visando a superação de opressões e a consequente transformação social.  
Os terrenos que abrigam os campi Juazeiro do Norte e Crato passaram a pertencer legalmente à Universidade Federal do Cariri (UFCA), nesta quinta-feira (21), após assinatura dos termos de transferência de posse dos bens imóveis pelos vice-reitores, em exercício das Reitorias, da Universidade Federal do Ceará (UFC), Custódio Luís Silva de Almeida, e da Universidade Federal do Cariri (UFCA), Roberto Rodrigues Ramos. O ato de transferência ocorreu na sala de reuniões da Reitoria da UFCA, no Multiuso, em Juazeiro do Norte, na presença de representantes de cartórios das duas cidades, de pró-reitores, diretores e servidores. Os bens pertenciam à Universidade Federal do Ceará (UFC) desde a instalação do campus avançado da UFC no Cariri. Após meses de processo junto aos órgãos estaduais e municipais, os terrenos foram transferidos para a UFCA. De acordo com André Freiras, diretor de Infraestrutura da UFCA, a Diretoria de Infraestrutura (DINFRA) juntou toda a documentação, regularizou a situação junto à SEFAZ e à Prefeitura de Juazeiro do Norte, pagou os impostos necessários e deu entrada nos cartórios para a assinatura de transferência das escrituras pelos reitores das duas universidades envolvidas. “Todo esse processo começou em 9 de fevereiro e foram 7 meses de fluxo para, finalmente, na data do dia 21 de setembro de 2017, a Universidade Federal do Cariri estar em posse dos terrenos”, contou Freitas. Sobre a passagem dos bens imóveis do anterior campus da UFC do Cariri para a UFCA, Custódio Almeida, reitor em exercício da UFC, disse que isso faz parte de um processo de autonomização da Universidade Federal do Cariri. Ele lembrou que a UFC ainda é tutora da UFCA, mas que isso vem diminuindo ao longo do tempo. “A cada ano a UFCA consegue conquistar metas de autonomia e este é um desses momentos”, disse. “É um momento muito significativo porque é a materialização de uma independência”, completou. O reitor em exercício da UFCA, Roberto Ramos, também enfatizou a importância desse passo para a autonomia da UFCA. “É um passo simbólico, mas que mostra o caminho de independência da UFCA”, comentou. Segundo Ramos, a cada ano, a UFCA vai conquistando novas autonomias, vai fazendo novos processos que ainda não eram feitos aqui (na UFCA). “Esta transferência dos terrenos mostra que este caminho está quase no final”, concluiu. A Universidade Federal do Cariri (UFCA) foi criada pela Lei 12.826, de 5 de junho de 2013, a partir do desmembramento do campus avançado da UFC no Cariri. A UFCA e a UFC ainda têm um termo de cooperação vigente até 17 de julho de 2018.   Saiba mais Dimensões dos terrenos transferidos à UFCA: Terreno do campus Juazeiro do Norte 159.999,998 m²   Terreno do campus Crato 161.040,86 m²      
O Conselho Superior Pro tempore (CONSUP), da Universidade Federal do Cariri (UFCA), em sessão extraordinária, realizada nesta quarta-feira, 20, aprovou a extinção do curso de História, modalidade bacharelado, localizado no Instituto de Estudos do Semiárido (IESA), no campus da UFCA, município de Icó. O Grupo Técnico de Trabalho (GTT) que está atuando na questão divulgará, em breve, as atividades que serão desenvolvidas no IESA.
O Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes (ENADE) de 2017 será aplicado nas Instituições de Educação Superior (IES) no dia 26 de novembro, com início da prova às 13h30 (fechamento dos portões às 13h), horário de Brasília. Na Universidade Federal do Cariri (UFCA), devem fazer o ENADE 2017 os discentes dos cursos de História, Música, Engenharia de Materiais, Engenharia Civil e Filosofia. Confira aqui a lista dos estudantes inscritos. 
A Pró-reitoria de Planejamento e Orçamento (PROPLAN), da Universidade Federal do Cariri (UFCA), divulga para a comunidade acadêmica planilha com informações sobre as despesas de 2017. Os gastos estão separados de acordo com a ação e a natureza da despesa detalhada. 
A Diretoria de Infraestrutura da Universidade Federal do Cariri (DINFRA-UFCA) convida a comunidade acadêmica e a comunidade externa para participar da elaboração do Plano Diretor de Infraestrutura da UFCA (PD-Infra), através de Grupos de Trabalho Temáticos (GTT). O PD-Infra é um instrumento de planejamento físico-territorial da universidade que visa nortear as ações dos agentes envolvidos na expansão e no desenvolvimento da UFCA, com foco na sustentabilidade. Por ter alto impacto no cotidiano das pessoas, a DINFRA vai realizar a elaboração do Plano de maneira participativa, contando com o envolvimento tanto da comunidade acadêmica - estudantes, docentes, técnico-administrativos e terceirizados - como do público externo. “Precisamos da ajuda e da participação da comunidade, especialmente para elencar quais as necessidades e prioridades da Universidade. O nosso carro-chefe no momento é a sustentabilidade. Não dá para ficar sem pensar em utilizar os recursos que existem aqui, no reaproveitamento da água e um sistema de geração de energia solar”, enfatiza André Freitas, diretor de infraestrutura da UFCA. Os Grupos de Trabalho Temáticos serão divididos em cinco áreas de interesse, que são: Gestão de Resíduos, Gasto Energético e Conservação; Meio Ambiente Natural e Paisagismo; Qualidade de Vida, Cultura e Esporte; Mobilidade e Acessibilidade; e Espaços Acadêmicos. Através dos GTTs, serão feitos levantamentos de dados, estudos e discussões, que devem oferecer um diagnóstico transversal (nas mais diversas temáticas) acerca das demandas por espaço e as premissas a serem seguidas nas futuras expansões da instituição, podendo indicar a necessidade de programas ou projetos específicos. Cada GTT será mediado por um coordenador com conhecimento específico na área. Para compor um dos GTTs, basta se inscrever através de formulário eletrônico, até dia 1° de outubro. As atividades do GTT estão previstas para os meses de outubro de 2017 a dezembro de 2018. Haverá declaração de participação ao fim do processo. Pautas do Plano Diretor da UFCA O Plano Diretor de Infraestrutura da UFCA tem como pauta a realização de alterações sustentáveis na estrutura físico-territorial dos cinco campi da instituição. De acordo com Plínio Silveira, arquiteto e urbanista da DINFRA, existem demandas urgentes que precisam ser resolvidas agora, como a ocupação ordenada dos novos prédios e a substituição das lâmpadas convencionais por LED, mas também há uma preocupação de se pensar diretrizes a serem realizadas a longo prazo, tais como a ampliação do campus Crato, que ocupa hoje apenas uma parte do terreno doado. Dependendo dos estudos do GTT, as modificações estruturais deverão ser concluídas até 2020. Ainda estão na pauta do Plano a definição de princípios e diretrizes gerais para o desenvolvimento estrutural da instituição e o inventário das construções existentes em todos os campi, como o levantamento das necessidades de adequação, ampliação e construção de novas estruturas para as unidades de cursos e setores, além do plano diretor de cada campi, com estimativa de prazos e custos para as obras. Vale ressaltar que as obras em andamento atualmente na UFCA estão com prazo para serem concluídas ao longo de 2018.     Para mais informações: Diretoria de Infraestrutura - DINFRA \n O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. Telefone: 88 3221-9446  
Quinta, 21 Setembro 2017 09:22

Nota oficial da Andifes de apoio à UFSC

Escrito por
UFSC, universidade cidadã e de qualidade Mesmo com diferentes abordagens, todos os rankings nacionais ou internacionais indicam a qualidade das universidades públicas brasileiras, em especial o sistema federal. Para além da qualidade no ensino e na pesquisa, essas instituições, ancoradas na autonomia universitária, princípio universal, implementam uma gama de atividades, programas, convênios, contratos, que têm como finalidade assegurar o bom funcionamento, a produção de conhecimento e sobretudo a formação cidadã de milhares de jovens que integram o sistema produtivo e servem à sociedade brasileira. Como toda organização complexa, as universidades federais são constituídas por indivíduos e processos que demandam permanentes avaliação e controle. Por razões legais e próprias de sua constituição, essas instituições estão submetidas a um conjunto maior de rotinas de acompanhamento. Todas estão subordinadas aos órgãos de controle do estado democrático, bem como aos seus conselhos acadêmicos e administrativos. Tudo isso confere às universidades públicas federais reconhecimento e respeito por parte da sociedade. Nesse ambiente de qualidade, cidadania, avaliação e controle está inserida a Universidade Federal de Santa Catarina – UFSC e a sua comunidade, docentes, servidores/as técnico-administrativos/as, discentes e administração. Por isso, a Andifes manifesta o seu apoio à UFSC, ao tempo em que a reconhece como principal interessada na apuração de qualquer desvio de princípios republicanos que nela possa ter ocorrido. E espera, além disso, de todas as autoridades, juízo de proporcionalidade nas suas decisões, respeito às instituições, aos cidadãos e seus direitos, ao longo de qualquer processo legal de apuração e responsabilização. Brasília, 20 de setembro de 2017. ASSOCIAÇÃO NACIONAL DOS DIREGENTES DAS INSTITUIÇÕES FEDERAIS DE ENSINO (ANDIFES)
«IniciarAnt12345678910PróxFim»
Pagina 1 de 205