Início do Conteúdo

XIV ENEX discute a extensão universitária no Cariri

Sexta, 11 Maio 2018 09:20

Foi realizado nesta quarta-feira, 09 de maio, o XIV Encontro de Extensão (ENEX) da Universidade Federal do Cariri (UFCA). Idealizado pela Pró-Reitoria de Extensão, o evento contou com público entre 250 e 300 pessoas.

O ENEX acontece uma vez a cada semestre desde que a UFCA se tornou universidade autônoma, e tem como objetivo ser um momento de confraternização, congratulação e principalmente de troca de experiências dos extensionistas da universidade, grupo que inclui coordenadores (docentes e técnicos-administrativos), bolsistas e voluntários.

Emille Sampaio, uma das organizadoras do evento, fala um pouco sobre a décima quarta edição. “Este ENEX é um encontro preparatório para o I Congresso de Extensão do Cariri, que está previsto para ocorrer no mês de agosto. Como é um evento construído pelas instituições de ensino superior da região, pensamos em uma mesa para conversar sobre as experiências extensionistas dessas instituições”, conta. Para ela, a ideia das mesas é apresentar as atividades de extensão de outros campi e instituições, estimulando a participação dos extensionistas e trazendo questionamentos e possibilidades do que se pode construir na extensão.

Na mesa “A Extensão Universitária como elemento transformador na região do Cariri cearense”, apresentou-se a proposta de um primeiro debate sobre o tema do congresso que será realizado no segundo semestre. A pró-reitora de extensão, Fabiana Lazzarin (UFCA),  e os convidados Maria Arlene Pessoa da Silva (URCA), Sebastião Erailson de Sousa Santos (CENTEC), Regio Hermilton Ribeiro Quirino (FAP) e Monalisa Ribeiro Silva (FMJ) falaram sobre suas experiências e trouxeram reflexões sobre as dificuldades de se trabalhar com extensão.

Fabiana lamentou desvalorização da extensão. “Você quer um laboratório para estudo, chamar um pesquisador de fora para um evento, fazer um trabalho com a comunidade, e não têm os recursos. Há uma desvalorização da extensão, mas eu acredito que isso vem de algo maior, que é a desvalorização da educação”, disse ela. Segundo a professora Arlene Pessoa são raros os programas de fomento à extensão. "Acredito que faltam políticas públicas junto às agências de fomento e aos órgãos do governo ligados às universidades. Os projetos de extensão são importantes para o desenvolvimento da região e para a sociedade”, afirma.

A mesa “A experiência Extensionista do Instituto de Estudos do Semiárido (IESA/UFCA)”, abordou a experiência extensionista do IESA, sediado no campus Icó da UFCA e contou com a participação da professora Jaqueline Dourado do Nascimento e das estudantes Maria Lucineide Ribeiro Bezerra e Laiany Henrique Félix. “Nós temos uma vasta produção extensionista no campus Icó, mas percebemos que os campi se conhecem pouco. Então acreditamos que seria interessante e importante que os outros campi pudessem conhecer mais sobre o funcionamento da extensão nesse campus, inclusive pelo fato dele ser o mais distante territorialmente”, diz Emille.

O XV ENEX está previsto para ocorrer durante a V Mostra UFCA, que segundo o calendário acadêmico da universidade, será realizada entre os dias 22 e 26 de outubro.

 

Veja a galeria de imagens do evento:

XIV ENEX

Lido 250 vezes